Prefeitura de Teresina formaliza parceria com Cruz Vermelha Brasileira

PTB Notícias 22/12/2010, 4:12


O presidente nacional da Cruz Vermelha Brasileira, Valmir Moreira Serra Junior, esteve em Teresina (PI) ontem (21/12) para dar inicio ao processo de instalação de um núcleo da instituição no Piauí.

Durante reunião com o prefeito de Teresina, Elmano Férrer (PTB), foi acertada uma parceria onde a cidade será beneficiada com ações nas áreas de saúde, auxílio a enchentes, desastres, resgate, ações sociais, treinamento e educação.

Valmir Moreira afirmou que a instituição irá realizar no Piauí uma série de ações já realizadas em outros estados do Brasil que destaque em todo o mundo.

Ele frisou que a arrecadação de donativos, mobilização de voluntários e instrumentalização de ações na área de saúde atuarão em conjunto com o poder público em momentos de necessidade.

“A Cruz Vermelha tem uma forte atuação em todo o mundo e no Piauí nós já atuamos enviando ajuda para as enchentes e no episódio do desmoronamento da Barragem de Algodões.

Desta vez, nós chegamos para fincar um núcleo e iniciar trabalhos permanentes.

Iremos trazer para o Estado ações e projetos importantes.

Em outros estados nós possuímos hospitais, escolas e universidades e queremos implantar o mesmo aqui”, destacou o presidente da Cruz Vermelha.

O prefeito Elmano Férrer frisou que é importante a presença da Cruz Vermelha no estado e com uma sede em Teresina.

“Essa instituição tem uma história valorosa em todo o mundo.

Vários voluntários se dedicam a promover a paz e ajudar os mais necessitados.

Sem dúvida, será uma grande ajuda para a cidade e para todos os piauienses”, declarou o prefeito.

A Cruz Vermelha está sediada em Genebra, na Suíça e possui 147 anos.

A instituição é uma organização humanitária, independente e neutra, que se esforça em proporcionar proteção e assistência às vítimas da guerra e de outras situações de violência.

O órgão possui um mandato da comunidade internacional para servir de guardião do Direito Internacional Humanitário.

* Agência Trabalhista de Notícias com informações do Portal Clica Piauí