Prefeitura de Teresina vai aderir a programa da ONU para a educação

PTB Notícias 17/09/2011, 9:58


Teresina, capital do Estado do Piauí, vai aderir ao Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNAD) com vistas ao planejamento estratégico das ações da educação.

A notícia foi dada esta semana pelo prefeito Elmano Férrer (PTB) ao receber, no Palácio da Cidade, a visita de coordenadores do programa e técnicos do Ministério da Educação.

O PNAD tem como uma de suas principais metas a implementação do ensino de tempo integral nas escolas públicas.

“O ensino oferecido pela Prefeitura de Teresina nas escolas da rede municipal já tem uma excelente avaliação pelo MEC e deve melhorar ainda mais com a ampliação da rede de escolas de tempo integral que já começamos a implantar.

O que já era bom vai ficar ainda melhor”, comemora o prefeito Elmano Férrer.

Ele confirmou para outubro um novo encontro com os coordenadores do PNAD para a apresentação do diagnóstico da rede de Teresina e para a formalização da cooperação técnica do programa da Organização das Nações Unidas (ONU).

Para o secretário municipal de Educação, Paulo Machado, a cooperação técnica com o PNAD é vista como a grande revolução do ensino pré-escolar e fundamental.

Ele explica que Teresina conta com 304 escolas e mais de 92 mil alunos.

O professor Francisco das Chagas, secretário Executivo do MEC, adianta que o PNAD proporcionará, também, um incremento no Fundo Nacional para O desenvolvimento da Educação Básica (FUNDEB) e um melhor ensino em todo o País.

Também participaram da reunião a coordenadora Geral do PNAD, Maria Teresa Amaral, a coordenadora técnica do programa, Liliane Marchidrato e a coordenadora do PNAD para Piauí e Maranhão, professora Rosa Sousa.

O PNAD já foi instalado no estado de Alagoas e agora está chegando aos estados do Piauí e do Maranhão.

As prefeituras das capitais são signatárias do acordo de cooperação do programa, que tem como fundamentos a identificação de pontos críticos e a correção de falhas no sistema de ensino, melhorando a gestão escolar e proporcionando um melhor aprendizado.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações do Portal 180 Graus