Presidente apoia iniciativa para limitar atuação dos partidos de aluguel

PTB Notícias 3/02/2015, 19:31


Em conversa com o presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a deputada e presidente nacional do PTB, Cristiane Brasil (RJ), reafirmou o apoio do partido à iniciativa dele e do PMDB, de contestar judicialmente a criação de novas agremiações que tentam burlar a legislação, além de encampar a proposta que estabelece uma “quarentena” para fusões de novas legendas.

Cristiane Brasil salientou a Cunha que o PTB entende que a sociedade exige não apenas a reforma política, mas também a reforma dos partidos políticos, e que não é mais possível admitir a prática de se criar legendas apenas para aluguel e venda de tempo de TV.

“Disse ao presidente Eduardo Cunha que o PTB encampa esta iniciativa e assinará o projeto que regulamenta a criação de novos partidos.

A sociedade brasileira clama pela realização de uma ampla reforma política, com mudança nas regras para inibir a atual indústria de criação de partidos.

A atividade política no país não pode se tornar um mero balcão de negócios.

É preciso impor limites para separar o joio do trigo, para que os partidos que possuem história, ideário, programa, diretrizes, militância, não sejam colocados na vala comum daqueles que são formados apenas para registro de candidaturas ou venda do tempo de TV”, relatou a deputada Cristiane Brasil.

O projeto apoiado pela presidente do PTB, o PL 23/2015, cria uma quarentena para fusão de partidos políticos.

Segundo a proposição, somente será permitida a fusão dos partidos que tenham registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) há pelo menos cinco anos.

O objetivo da mudança é o de estabelecer um mínimo de vida política às legendas para evitar o estímulo à indústria de criação de partidos.

Cristiane Brasil, na conversa com o deputado Eduardo Cunha, destacou que o PTB se opõe apenas às novas legendas que são criadas com intenção clara de fraudar a legislação que rege a vida político-partidária do país.

“O deputado Eduardo Cunha agradeceu pelo apoio do PTB, e disse ainda que é preciso limitar a atuação das legendas de aluguel que agem para cooptar parlamentares como se estivessem em um balcão de compra e venda de políticos.

O nosso partido considera, assim como o presidente da Câmara, que é urgente a aprovação do projeto que pode servir de anteparo para o excesso de mercantilismo na atividade política”, disse a presidente nacional do PTB.

Agência Trabalhista de NotíciasFoto: Divulgação