Presidente Benito Gama empossa Executiva Provisória da Juventude do PTB

PTB Notícias 10/04/2013, 20:12


O presidente nacional do Partido Trabalhista Brasileiro, Benito Gama, empossou nesta quarta-feira (10/4/2013), em solenidade na sede do Diretório Nacional do PTB, em Brasília (DF), a Executiva Provisória da Juventude do PTB, que será presidida por Adriano Stefanni.

O mandato de Stefanni à frente do movimento será de três meses, período este em que ele e os demais membros da nova Executiva terão por objetivo organizar a JPTB em todo o Brasil como preparativo para a Convenção Nacional da JPTB, que será realizada nos dias 12, 13 e 14 de julho.

Na ocasião uma nova Executiva será eleita para o período de dois anos, com a intenção de obter a coincidência das datas da futura Convenção da Juventude com a da Convenção Nacional do PTB.

A Executiva Provisória da Juventude do PTB será composta por nove membros, sendo eles: Adriano Stefanni (presidente), Julio Cals (presidente da JPTB do Ceará), Janaína Lima (presidente da JPTB do Estado de São Paulo), Luiz Rafael Rodrigues (presidente da JPTB do Rio Grande do Sul), Thiago Carvalho (presidente da JPTB de Minas Gerais), Pedro Augusto (presidente da JPTB de Pernambuco), Rodrigo Rocha (presidente da JPTB de Mato Grosso), Moreira Neto (presidente do PTB do Maranhão e membro da UNE), Tarini Shimotori (membro da Executiva da JPTB da Bahia).

Ficou estabelecido também no evento o calendário das Convenções: municipais (de 10/4 a 31/5), estaduais (até 30 de junho) e Nacional (12, 13 e 14 de julho).

Participaram da solenidade o secretário de Mobilização Nacional do PTB, Anderson Xavier, agora ex-presidente da JPTB , membros da Executiva Nacional do PTB, como Norberto Martins (Primeiro-secretário), Luiz Rondon (Primeiro-tesoureiro) e Honésio Ferreira (secretário de Comunicação); o líder do PTB na Câmara, deputado Jovair Arantes (GO); o presidente da Fundação Instituto Getúlio Vargas (FIGV) e presidente do PTB de Mato Grosso do Sul, Ivan Louzada; o ex-prefeito de Cuiabá e presidente do PTB de Mato Grosso, Chico Galindo; Romulo Barbosa, representando o líder do PTB no Senado, Gim Argello; o suplente de deputado distrital Iolando Almeida de Souza; e líderes da Juventude do PTB e de outros partidos.

“A construção do partido político se faz realmente com pluralidade, e dentro dessa pluralidade temos o PTB Mulher, a JPTB e o partido como um todo”, frisou o presidente Benito Gama.

O líder nacional destacou em seu discurso que a meta da legenda Trabalhista para as eleições de 2014 é a de aumentar a bancada no Congresso Nacional, sobretudo na Câmara Federal.

A meta do PTB é eleger de 35 a 40 deputados.

Para Benito, o apoio, o trabalho e a força da JPTB são importantes para que a legenda trabalhista concretize essa meta, que, de acordo com ele, “é ousada, mas altamente palatável”.

“Esse é o nosso projeto, e dentro desse projeto é fundamental o engajamento de todo o partido, e, dentro dele, dos membros da Juventude, que é fundamental.

A Juventude significa que daqui a 10, 15, 20 anos os senhores e senhoras, senhoritas e jovens estarão aqui onde estamos agora presidindo a solenidade, os atos, os eventos, fazendo filiações, sendo governadores, prefeitos das capitais, como é o caso do Chico Galindo, e das grandes cidades.

Então o partido tem que ser construído de modo gradativo, para que ele possa ter a Juventude, ter o momento atual e realmente ter a história que nós temos.

A responsabilidade que nós temos é a de trazer essa história para o presente e muito mais para o futuro, contando com a participação fundamental da Juventude Trabalhista brasileira”, corroborou.

Benito Gama agradeceu, também, o trabalho feito por Anderson Xavier nos últimos seis anos à frente da JPTB.

Além disso, Benito aproveitou para desejar boa sorte a Adriano Stefanni na condução da JPTB.

“E eu, como presidente do partido, fico muito orgulhoso por ter uma juventude engajada e a quero assim em todos os 26 estados e o Distrito Federal.

O partido vai dar todo o apoio para que o movimento possa crescer cada vez mais.

E juntos, seguiremos construindo o futuro e o fortalecimento da JPTB e do nosso PTB”, concluiu.

Anderson Xavier fez um agradecimento especial à mãe e a Roberto Jefferson, presidente licenciado do PTB, e, também, aos dirigentes Norberto Martins, Luiz Rondon e Honésio Ferreira e aos funcionários do partido.

Ele ainda fez um breve relato de sua trajetória e militância política dentro do partido, e as conquistas que ajudou a garantir a expansão da JPTB.

Neste período, Anderson conseguiu instalar diretórios do movimento em todos os estados, além de ter conquistado para a Juventude uma posição fixa de membro nato na Executiva Nacional do PTB.

O agora ex-presidente da JPTB concluiu seu discurso afirmando que Adriano Stefanni está preparado para comandar o movimento.

“Mais do que assumir a JPTB, o Adriano vai dar prosseguimento a um trabalho que começou lá atrás.

Hoje temos a Juventude nos 26 estados e no Distrito Federal, e isso, para mim, é muito gratificante.

E temos também representação na UNE [União Nacional dos Estudantes].

Portanto, deixo alegre a direção da JPTB porque sei que o Adriano está preparado para continuar e fazer com esse projeto de expansão e consolidação da JPTB se torne ainda mais forte onde está fraco e que se torne um meio de inserção da juventude política, para que ela defenda as cores do nosso partido, que defenda o nosso presidente Roberto Jefferson, o presidente Benito, que defenda o PTB.

É isso que é importante para nós que somos petebistas de coração.

Somos porque queremos ser, isso que é importante”, destacou.

Em seu discurso de presidente da JPTB, Adriano Stefanni relatou momentos de sua jornada no movimento, e agradeceu o apoio e a confiança depositada pelos líderes do partido, de Anderson Xavier e dos militantes da Juventude nesse novo desafio.

Adriano frisou que a meta do projeto que será realizado nos próximos três meses é consolidar o trabalho desenvolvido por Anderson.

“Vamos consolidar a Juventude do PTB.

Agora vamos saber quem somos, de onde somos e para onde iremos.

Acho que esse é o nosso principal papel nos próximos três meses.

E preciso contar com o apoio dos presidentes estaduais e líderes nacionais para que esse entendimento e esse respeito à Juventude seja colocado em prática, que a gente possa a partir daí construir uma juventude partidária que execute missões em função do que precisa o partido, que faça com que o PTB cresça.

Aí sim eu vou acreditar que amanhã um desses jovens estará à frente da direção do partido.

Acho que esse é o principal papel, olhar para nós como jovens partidários, como profissionais de política.

Nós estamos aqui para fazer política profissional”, afirmou Adriano.

Agência Trabalhista de Notícias, por Felipe Menezes e Nathalia MazzoccanteFotos: Adriana Lima