Presidente da Câmara Catanduva desmente revisão imediata de IPTU

PTB Notícias 23/04/2007, 14:06


O presidente da Câmara Municipal de Catanduva, vereador Marcos Crippa (PTB/SP), afirmou que é impossível uma revisão imediata do IPTU de contribuintes que tiveram os valores majorados exageradamente.

“Os carnês foram lançados e a Prefeitura não pode mudar as regras no meio do jogo.

Até acredito que é viável estudar mudanças para 2008, mas imediatamente é impossível”, argumentou.

Crippa ressaltou que a alteração imediata na lei causaria o descontentamento de uma parte dos contribuintes.

“Teve gente que já pagou o IPTU que foi majorado excessivamente.

Uma alteração agora beneficiaria apenas aqueles contribuintes que reclamaram.

Se for para tomar uma providência, é preciso rever tudo.

A lei é para todos”, declarou.

O presidente do Legislativo relatou ainda que considerou estranha a relação entre a Prefeitura e os vereadores que participaram da reunião de quinta-feira.

“A lei prejudica o contribuinte, que leva a reclamação para o vereador.

Aí, o vereador leva essa queixa ao prefeito (Afonso Macchione Neto, PSDB), para que ele tome providências.

Isso não é papel do vereador.

Além disso, hoje existem tantos recursos tecnológicos para o prefeito efetuar as mudanças necessárias nas leis”, esclarece.

.

Para finalizar, Crippa afirmou que não permitirá o uso da estrutura da Câmara Municipal com o objetivo de efetuar as mudanças na lei que rege o IPTU de 2007.

“Se os vereadores quiserem fazer esse trabalho, tudo bem.

Mas, os funcionários da Câmara não participarão”, declarou.

Agência Trabalhista de Notícias (com informações do Regional)