Presidente da Câmara de Santa Cruz critica prefeito por medida demagógica

PTB Notícias 22/04/2007, 9:47


O presidente da Câmara Municipal de Santa Cruz do Sul, Ilário Keller (PTB/RS), criticou o projeto de lei do Executivo, que busca uma redução de 15% nos salários do prefeito e da vice.

O presidente explicou que acha positivo que o prefeito Wenzel queira ganhar menos, mas não concorda com a forma como isto está sendo feito.

“Ele armou um circo.

Sua intenção é abrir espaços na mídia para desviar a atenção da comunidade que está insatisfeita com seu governo”, afirmou.

O petebista lembrou que Wenzel já foi vereador e sabe que os salários só podem ser modificados de um exercício para o outro.

Além disso, a atribuição para legislar neste tema é competência exclusiva da Câmara.

“É uma questão técnica.

Ele encaminhou o projeto de forma demagógica”, reclamou.

Keller frisou ainda que está buscando pareceres sobre o assunto e que a tendência é de que a matéria seja arquivada.

“Se for ao plenário, não tenho dúvidas de que será rejeitada”, disse.

Se o projeto for aprovado, haveria uma economia mensal de R$ 5,5 mil no salário do prefeito e da vice Helena Hermany (PP).

O presidente entende que o valor é pequeno e que há outras formas de reduzir gastos.

“Hoje, o prefeito fala em economizar.

Ano passado, insistia em criar a Secretaria da Segurança, que consumiria em torno de R$ 4 milhões.

Está faltando coerência nesse assunto”, denuncia.

Outros vereadores também entendem que a mudança no salário, neste momento, é inviável.

Alguns chegaram a sugerir que o prefeito e a vice devolvam os valores que considerarem excessivos, que auxiliem entidades ou que comprem medicamentos para a Farmácia Municipal.

Agência Trabalhista de Notícias (com informações da Rádio Fandango Cachoeira do Sul)