Presidente do PTB explica posição da bancada na votação das dez medidas

PTB Notícias 2/12/2016, 11:49


Imagem

[vc_row][vc_column][vc_column_text css=”.vc_custom_1480687441957{margin-bottom: 0px !important;}”]Na última terça-feira (28), a bancada do Partido Trabalhista Brasileiro na Câmara dos Deputados decidiu votar contra os excessos contidos nos dez mandamentos do Ministério Público Federal.

O PTB votou contra o fim do habeas corpus; votou contra a legitimação de provas obtidas por meio ilegal; votou contra a supressão do princípio de que todos são inocentes até prova em contrário; votou contra a criação da figura do “reportante do bem”, na verdade, um delator remunerado com 20% do valor recuperado caso reporte um crime.

O princípio do comunismo e do nazismo floresceu com esses “reportantes”, quando vizinhos foram colocados contra vizinhos, irmãos contra irmãos, filhos contra os pais. Votamos contra tais abusos.

E mais: votamos contra a arrogância de alguns, habituados a batizar com nomes simbólicos operações policiais, e que tentam arrostar divindade dando o apelido, ao seu projeto de lei, de “dez medidas contra a corrupção”, em simbologia aos Dez Mandamentos de Deus.

Esta foi a posição do nosso partido.

Roberto Jefferson
Presidente nacional do PTB[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]