Presidente do PTB fala sobre Lula, Operação Navalha e José Múcio

PTB Notícias 25/05/2007, 16:33


O Presidente Nacional do PTB, Roberto Jefferson, comentou nesta sexta-feira a Operação Navalha e seus desdobramentos.

Leia abaixo o que disse o presidente do PTB:Sobrevivência Se meus companheiros forem inteligentes, assinam a CPI da Navalha.

O governo Lula ri da lealdade, debocha da doação pessoal em favor de uma causa, pensa que pode alugar consciências e que todos os parlamentares são soldados de aluguel.

O Congresso faz a emenda, mas quem faz o edital e paga é o Executivo.

O deputado está sendo punido por ser o intermediário, mas os verdadeiros bandidos estão sendo protegidos pela polícia política.

Esse governo só respeita quem faz mal a ele.

Quem não assinar, será destruído.

Reajam a isso, CPI no governo!Próximas vítimasNas eleições de 2004, fui obrigado a intervir no PTB de SP para fazer com que o partido apoiasse Marta Suplicy; no Rio, rompi relações com o prefeito César Maia, prejudicando minha filha, Cristiane Brasil, para apoiar Jorge Bittar, candidato do PT.

No fim, fui apunhalado pelas costas.

O PT é um partido de guerrilheiros, não de soldados, que lutam à luz do dia; mascarado, o PT combate nas sombras, sem rosto.

O partido não tem projeto nacional, mas de poder.

Usam as pessoas como se chupa uma laranja e depois cospe fora o bagaço.

O Lula me elogiava pela frente e me esfaqueava pelas costas.

Ele é mau caráter.

Os deputados bagrinhos da Câmara que estão aí abanando o rabo para o Lula com certeza serão vítimas amanhã.

CuidadoA coluna Radar, de Veja, dá marcha a ré e se desculpa com José Múcio, líder do governo na Câmara, a quem acusou de ter vinculações com Zuleido Veras.

A nota foi publicada em off, provavelmente por gente do PT envolvida com a Gautama.

Múcio, esses caras vão fazer com você o mesmo que fizeram comigo.

Você se distingue da canalha petista.

É bem formado, inteligente e fala bem.

Aquela gentalha não perdoa você por isso, cuidado.