Presidente do PTB no Espírito Santo rebate críticas de deputados estaduais

PTB Notícias 18/09/2007, 8:07


A presidente do Diretório Estadual do PTB no Espírito Santo, Marília Belotti, rebateu as críticas dos deputados estaduais insatisfeitos com seu comando à frente da legenda.

“Os deputados estão reclamando porque perderam o curral eleitoral deles.

Não estou preocupada.

As urnas vão dizer quem está com a razão”, afirmou.

Na avaliação de Marília, o partido está mais “revitalizado” e mostrou não ter preocupação com a saída dos deputados.

“Se eles não estão gostando e não querem trabalhar pelo partido, por que ficar na sigla? Onde o PTB era enfraquecido, nós fizemos um trabalho forte e oxigenamos o partido”, disse.

Marília afirmou ainda que os quatro deputados do PTB no Estado encaminharam uma “carta mentirosa” ao presidente nacional da legenda, Roberto Jefferson, e ela ameaçou processar os parlamentares capixabas por calúnia e difamação.

Saiba mais Durante a convenção nacional do PTB, em 2006, o partido aprovou a incorporação do Partido dos Aposentados da Nação (PAN).

A fusão foi motivada para que as legendas alcancem a cláusula de barreira, o que assegura direitos como o de nomear líderes e preencher cargos em comissões, além de amplo acesso à TV, rádio e fundo partidário.

Na ocasião, o presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, comemorou a incorporação do PAN.

No Espírito Santo, o PTB estava sendo comandado pelo então deputado federal Marcus Vicente.

A fusão das siglas, acertada pelas executivas nacionais dos partidos, levou à dissolução do comando petebista no Estado e à nomeação de uma comissão provisória, presidida por Marília Belotti, que comandava o PAN.

Com um bom relacionamento com Jefferson, Marília passou a presidir o partido no Espírito Santo.

Agência Trabalhista de Notícias (com informações do Jornal A Gazeta – ES)