Presidida por Rodrigo Valadares, Frente Parlamentar em Defesa da Família e da Vida é lançada na Alese

Agência Trabalhista de Notícias 3/05/2019, 8:29


Imagem Crédito: Jadilson Simões/Alese

Foi lançada na quinta-feira (2), na Assembleia Legislativa de Sergipe, a Frente Parlamentar em Defesa da Família e da Vida. Eleito presidente, o deputado Rodrigo Valadares (PTB) disse que o objetivo da frente é tratar de importantes temas que a sociedade brasileira vem clamando em defesa da vida, como aborto, automutilação, suicídio, pedofilia, entre outros.

“Essa vai ser a nossa luta. Mostrar os problemas e apontar soluções. Em maio vai ter o julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF) da liberação do aborto caso seja constatada a contaminação do feto pelo zika vírus. A gente fica preocupado com a legalização do aborto porque começa com o zika, amanhã vai ser Síndrome de Down, e nós somos contra o aborto e vamos fazer esse primeiro embate”, afirmou.

Rodrigo Valadares manifestou preocupação quanto ao aumento do número de suicídios e da automutilação entre crianças e adolescentes.

“Os pais precisam saber que os nossos filhos estão expostos diariamente através das redes sociais, a aliciadores, a pessoas perversas e maldosas que instigam esses jovens a cometer atos contra a sua própria vida e o seu próprio corpo. Vejo que hoje essas mesmas pessoas e os aliciadores que vivem nas redes sociais estimulando as crianças e os jovens a cometer automutilações em locais que as pessoas não vejam: nos órgãos genitais, nas partes internas da coxa e até engolindo objetos com corda e puxando para fazer mutilações internas, sem contar com a epidemia do suicídio. E os pais precisam saber dos problemas e proteger as nossas crianças”, declarou.

Suprapartidária

A frente é formada pelos deputados Rodrigo Valadares (presidente), Dr. Samuel Carvalho (vice-presidente), Diná Almeida (primeira-secretária) e Capitão Samuel (segundo-secretário).

“Essa frente é suprapartidária, ou seja, independente de lado político, pois estamos tratando de vida, da integridade física e da vida das nossas crianças, dos nossos jovens e dos adultos. A gente sabe que, hoje, a depressão é uma das maiores doenças do mundo, que causa um número alarmante no mundo e aqui em Sergipe, de suicídio. A gente tem que levar os nossos discursos e as nossas ideias para todos os municípios, povoados, porque os aliciadores estão chegando em todos os lugares pelas redes sociais. Apesar de nas redes sociais ter muita coisa boa e positiva, muita transformação social, a gente ter que punir as pessoas perversas que utiliza para acabar com as nossas crianças e jovens que ficam muitas vezes usando o celular enquanto os pais estão trabalhando. Com isso, encontram ambiente propício para que essas ideias venham à tona, instigados a cometer esses atos”, lamentou.

Órgãos envolvidos

De acordo com Rodrigo Valadares, a frente deverá trabalhar diretamente com o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

“Quando nós tivemos o clamor da sociedade para a criação da frente parlamentar, procuramos a ministra Damares Alves, que nos recebeu muito bem e nos estimulou a criar essa frente parlamentar. Basicamente, o Ministério dos Direitos Humanos é a nossa principal ponte para que a gente faça esse trabalho, além de aqui em Sergipe contarmos com o Ministério Público Federal, Ministério Público Estadual, Secretaria de Ação Social, Secretaria de Desenvolvimento Humano e ONGs”, enfatizou.

O parlamentar petebista ressaltou que os trabalhos desenvolvidos contarão com apoio de entidades que queiram se somar à luta pela vida.

“Essa é uma luta independente de credo, religião, lado partidário. A gente está falando de vidas e vidas não têm diferenças, se é de homem, mulher, preto, branco, homossexual, heterossexual. São vidas e nós estamos aqui para proteger a vida de todos”, garantiu.

Com informações da Assembleia Legislativa de Sergipe