Projeto cultural de Frank Aguiar estreia com Suassuna e presença de Lula

PTB Notícias 26/06/2011, 10:13


Com histórias e reflexões permeadas por um humor irreverente, o dramaturgo, poeta, romancista e idealizador do Movimento Armorial, Ariano Suassuna, autor de obras como Auto da Compadecida, lotou os 526 lugares do Teatro Lauro Gomes e abriu a programação do novo projeto da Secretaria de Cultura de São Bernardo do Campo (SP), o Balaio Popular, idealizado pelo secretário de cultura e vice-prefeito do município, Frank Aguiar (PTB).

O evento foi prestigiado pelo prefeito Luiz Marinho e pelo ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, acompanhado de sua esposa, Marisa Letícia.

Na ocasião, o chefe do Executivo entregou uma flâmula da cidade a Ariano Suassuna, que completou 84 anos nesta quinta-feira (16/6).

“É com muito carinho que a gente recebe esse dramaturgo e poeta, que tem histórias maravilhosas.

Lula sempre pedia para que ele viesse ao nosso teatro, e essa foi a oportunidade”, disse.

O ex-presidente parabenizou São Bernardo por trazer um artista como Suassuna, o qual considera um gênio.

“Trazer pessoas de alta qualidade aumenta o nível cultural da cidade, além disso, a população passa a conhecer melhor o município, que é rico, tem muita juventude e um povo trabalhador.

” Durante mais de uma hora e meia de apresentação, Suassuna, que também é artista plástico e escritor, fez com que a plateia se divertisse com os fatos que lembrava sobre sua vida, atualidade, literatura e até mesmo política.

“O político verdadeiro e bom tem que ser audacioso, ter habilidade e prudência, como o Lula.

Getúlio Vargas queria o bem do nosso País, lutava pela sua grandeza e pelos menos favorecidos, mas não tinha essas características”, declarou.

Defensor da cultura brasileira, Ariano afirmou que já chegaram a chamá-lo de Dom Quixote arcaico, mas ele não se importou muito com a declaração, pois, segundo ele é um dos personagens da literatura que mais admira, por ser a favor de tudo o que é certo.

Além disso, fez a distinção entre êxito e sucesso.

“Eu não acredito que nenhum artista e escritor procura o sucesso de Lady Gaga, mas sim o êxito do músico Heitor Villa-Lobos, do artista plástico Aleijadinho e do escritor Euclides da Cunha.

“Quando assumiu como secretário Especial de Estado da Cultura de Pernambuco em 1995, no governo de Miguel Arraes, criou o espetáculo Circo da Onça Malhada.

Com cinco bailarinos que traduzem diversas linguagens artísticas, ele percorre o Estado levando à população a discussão da cultura brasileira, que, de acordo com o poeta, é a honra da nação.

Em Pernambuco, o projeto já esteve em 64 municípios.

A professora de literatura Ana Paula Damião, moradora do Baeta Neves, ficou encantada com a aula-espetáculo de Suassuna.

“Ele é um homem extremamente educado, fino, inteligente, genial e provou isso na nossa cidade.

Sou formada em Letras pela Universidade de São Paulo (USP) e estou sempre acompanhando seu trabalho”, elogiou.

Também participaram do evento o grupo Quarteto Pererê, dedicado à música instrumental brasileira, além do vice-prefeito e secretário de Cultura, Frank Aguiar, e demais secretários municipais.

Ao final, houve o lançamento do livro O Decifrador, de Alexandre Nóbrega, uma biografia sobre a vida de Ariano Suassuna.

Balaio – O Balaio Popular tem como objetivo promover o diálogo, a valorização e difusão das manifestações da cultura popular tradicional de São Bernardo, expressa por meio de grupos culturais e da memória acumulada a respeito.

Em cada uma das edições, realizadas de forma descentralizada, haverá uma programação cultural associada à rica cultura presente na cidade.

As apresentações podem combinar gêneros diferentes, como declamações de poesia, música e literatura.

Agência Trabalhista de Notícias (LL) com informações do Portal 180 Graus