Projeto de Misael Galvão cria medidas de proteção no retorno às aulas em Cuiabá

Agência Trabalhista de Notícias 25/05/2020, 9:12


Imagem Crédito: Nemias Coelho/Portal Mato Grosso

O presidente da Câmara de Cuiabá (MT), vereador Misael Galvão (PTB), apresentou um projeto de lei com medidas sanitárias e de distanciamento analisando a retomada das aulas na rede cuiabana de educação. A proposta prevê que toda pessoa pessoa que entrar no estabelecimento de ensino tenha a temperatura medida e que tapetes sanitizantes também sejam instalados nas unidades escolares.

“Desde agora, torna-se necessário o planejamento do retorno às aulas de forma presencial. Estamos falando de uma nova normalidade que vai requerer constantes cuidados por parte do poder público com a nossa comunidade escolar. E cabe ao parlamento cuiabano auxiliar na discussão e encaminhamento deste importante tema”, justificou Galvão.

Misael cobrou, ainda, que o prefeito Emanuel Pinheiro antecipe a discussão em torno deste assunto. As aulas em Cuiabá estão suspensas desde o dia 23 de março e devem permanecer assim pelo menos até o dia 14 de junho, conforme decreto da Prefeitura.

De acordo com a Secretaria de Educação, a rede municipal atende um total de 54 mil alunos, distribuídos em 164 unidades. Neste período de paralisação, a Prefeitura está ofertando aos estudantes aulas via televisão aberta e atividades pela internet, WhatsApp e mensagem de texto (SMS). As apresentações são exibidas pela TV Mais (17.1), afiliada da TV Cultura.

Termômetros infravermelhos

O projeto de Misael defende, entre outras medidas, o uso de termômetros infravermelhos para realizar a aferição de temperatura de todas as pessoas que entrarem nos estabelecimentos de ensino, mantendo a distância mínima de um metro entre as pessoas que serão aferidas. As pessoas que apresentarem temperatura superior a 37,5ºC deverão ser encaminhadas para uma sala de isolamento dentro da rede de ensino, até que possam receber atendimento e orientação adequados.

O projeto prevê, ainda, o uso de álcool em gel na higienização das mãos e a instalação de tapetes tipo capacho pedilúvio sanitizante, para que todas as pessoas façam a descontaminação dos solados dos calçados, observando ainda a limpeza e a desinfecção dos mesmos com uma mistura de água com cloreto de benzalcônio.

Com informações do Olhar Direto