Projeto de petebista prevê recuperação da mata ciliar do rio São João

PTB Notícias 11/05/2007, 8:17


A elaboração de um projeto para recuperação das matas ciliares do rio São João e seus afluentes, localizados na cidade sul-matogrossense de Ponta Porã, foi solicitada pelo vereador Ramão de Deus, do PTB, ao diretor presidente da Enersul (Empresa de Energia de Mato Grosso do Sul), Antônio Eduardo da Silva Oliva.

Cópias do pedido foram encaminhadas ao prefeito Flávio Kayatt e ao secretário municipal de Obras e Infra-estrutura, de Ponta Porã, Hélio Peluffo Filho.

A preocupação do vereador petebista é com a degradação das matas que protegem as nascentes e o leito dos rios, que está causando o assoreamento de boa parte do curso d”água.

Em 2005, Ramão de Deus apresentou um requerimento que solicitava à Enersul o valor do repasse da empresa em “royalties” por utilizar as riquezas naturais do município, no caso, as águas do rio São João.

“A Enersul utiliza as águas do São João para gerar energia nas hidrelétricas São João I e II; consequentemente obtém dividendos financeiros para seus cofres.

Na nossa concepção, ela [empresa] não oferece qualquer tipo de contrapartida que beneficie o município em razão desse uso”, argumenta o vereador petebista.

Para ele, a empresa deve elaborar e subsidiar o projeto, que pode ser desenvolvido pela prefeitura.

Ramão de Deus lembra que já houve um levantamento preliminar por parte da organização não-governamental Sodema (Sociedade de Defesa do Meio Ambiente), para ser enviado à Organização Mundial de Saúde, em meados de 2004, no qual foi constatada a situação preocupante da área ribeirinha do rio São João e de alguns de seus afluentes.

“Hoje o que vemos é acúmulo de lixo nas nascentes (constatado inclusive por escolas do município), ocupação irregular das áreas ao longo do leito do rio e desmatamento da mata ciliar e se não tomarmos providências agora, nossos filhos e netos poderão ficar sem o maior bem de uma nação, que é a água potável”, afirmou Ramão de Deus.

O vereador sugeriu que Legislativo e Executivo trabalhem junto à Enersul.

Sua meta é fazer com que a empresa de energia elétrica do Estado “devolva ao nosso município um pouco daquilo que nos é devido”.

Ao pedir urgência no atendimento da indicação, Ramão de Deus também solicitou que cópia da indicação fosse enviada à Sodema, para que tome conhecimento das ações que estão sendo realizadas quanto à recuperação e preservação do rio São João.