Projeto de Tião Medeiros reduz ICMS sobre operações com frutas cultivadas em território paranaense

PTB Notícias 19/10/2016, 10:21


Imagem Crédito: Pedro Oliveira/Alep

[vc_row][vc_column][vc_column_text css=”.vc_custom_1476879561217{margin-bottom: 0px !important;}”]O deputado Tião Medeiros (PTB-PR) protocolou na terça-feira, 18, na Assembleia Legislativa do Paraná, um projeto de Lei que reduz a base de cálculo do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias (ICMS) incidente nas operações internas e interestaduais com suco natural sem adição de açúcar e cuja produção utilize frutas cultivadas em território paranaense. O objetivo é de que a carga tributária sobre as operações resulte no percentual de 1%.

De acordo com o deputado, o projeto vai estimular o aumento e a consolidação da cadeia produtiva de frutas no Estado e aumentar a produção industrial. “Com a medida, os produtores, especialmente os pequenos, plantarão mais uvas, morangos, abacaxis, goiabas, mangas, maracujás, entre outras. Isso vai possibilitar a diminuição do êxodo rural, aumentando a renda e a qualidade de vida desse setor tão importante da sociedade”, explica.

Segundo Tião Medeiros, o projeto terá outros desdobramentos, além da consequência direta e imediata para os produtores. “Prestadores de serviço, fornecedores de insumos e fertilizantes, transportadores de cargas, também serão beneficiados com o crescimento da indústria paranaense”, diz o deputado.

O projeto determina ainda que o Poder Executivo regulamentará a Lei permitindo que a Secretaria da Agricultura e do Abastecimento do Paraná (SEAB) emita ou certifique a procedência das frutas, em razão da emissão de Nota Fiscal do Produtor Rural.

“Enfim, a legislação é moderna e permite o crescimento desse nicho especifico da fruticultura paranaense. É um projeto de interesse de todos que conhecem nosso Estado, seus potenciais e suas necessidades”, conclui.

Com informações da assessoria do deputado Tião Medeiros (PTB-PR)[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]