Projeto habitacional de Duciomar Costa beneficiará mais de 200 famílias

PTB Notícias 24/05/2010, 15:06


Moradores da Vila da Barca participaram de uma reunião com representantes da Secretaria Municipal de Habitação (Sehab), nesta última sexta-feira (21/05), onde foram informados que mais 200 famílias serão contempladas pelo projeto da Prefeitura de Belém, administrado pelo prefeito Duciomar Csota, com novas moradias.

Os recursos são oriundos do PAC e Caixa Econômica Federal.

Inicialmente o projeto contemplaria 634 famílias.

Rachel Amorin, diretora social do projeto, explicou que durante o primeiro cadastro feito com moradores da área, em 2003, algumas pessoas tinham ficado de fora do projeto.

Por isso, a Prefeitura trabalhou para conseguir recursos, com objetivo de que todos tenham direito à moradia de qualidade.

As obras estão aceleradas, até o final de 2010 serão entregues mais 92 unidades habitacionais.

Segundo a diretora, a partir da próxima semana, representantes do PAC visitarão as obras, identificando as famílias não cadastradas, que serão no novo do programa e dentro do núcleo habitacional Vila da Barca.

“Essa é uma luta do prefeito para que todos fossem beneficiados.

O recurso já está garantido, agora vamos às questões burocráticas.

Essa reunião hoje tem como principal objetivo, informar, em primeira mão para os moradores que as lutas foram vencidas”, disse.

Na primeira fase do projeto foram entregues 136 casas e outras 606 estão programadas para serem construídas, beneficiando 2,5 mil famílias de baixa renda, no próximo ano.

De acordo com Edilson Costa, diretor do Departamento de Programas e Projetos Habitacionais (DPPH) da Sehab, assim que as unidades fiquem prontas já poderão ser ocupadas pelos novos proprietários.

Os serviços de infra-estrutura, que incluem rede de esgoto e drenagem, estão quase finalizados, assim como as obras de pavimentação e o muro de arrimo, sobre o qual será construído um píer.

Além das famílias beneficiadas com as unidades residenciais na Vila da Barca, outras 5 mil devem ser incluídas no projeto com a ampliação da rede de esgoto, drenagem, abastecimento de água e pavimentação.

Edilson ressalta que o empreendimento “promove a inclusão social de pessoas que até então sequer tinham acesso a serviços básicos, direito de todo cidadão”.

Áreas de lazer e esporte também fazem parte do projeto.

Katlen dos Santos mora na localidade do projeto desde que nasceu, há 22 anos, e já começou a ver melhoria na qualidade de vida de todas as pessoas que vivem na área.

“Muita coisa mudou por aqui.

Agora posso enxergar um futuro melhor para meu filho.

Minha mãe foi contemplada no primeiro cadastro, em 2003.

Eu ainda não tinha sido, mas agora fiquei muito feliz com essa notícia.

É a garantia de uma vida melhor para todos da minha família”, diz.

Investimentos – Os projetos de moradia popular são uma prioridade para a Prefeitura de Belém, que trabalha para reduzir o déficit habitacional na capital paraense.

Parte das obras da Vila da Barca está inserida no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do Governo Federal.

O PAC prevê investimentos da ordem de R$ 935 milhões na Região Metropolitana em obras de saneamento e habitação.

Desse valor, cerca de R$ 121,4 milhões já foram aplicados.

Agência Trabalhista de Notícias com informações da Prefeitura de Belém