Protesto contra privatização da administração de rodovias

PTB Notícias 5/06/2006, 9:10


O deputado Sandro Matos (PTB-RJ) tem protestado nos últimos dias contra a privatização da administração das rodovias federais, cujo lançamento do edital de licitação está previsto para o fim deste semestre.

O anúncio, feito pelo Governo Federal, divulgou a realização de leilão para sete lotes de rodovias, entre elas a privatização de dois trechos rodoviários no estado do Rio de Janeiro, englobando as rodovias BR-101 e BR-393.

Para Sandro Matos, a concessão é desnecessária: “Não há porque privatizar a administração das rodovias federais, quando há recursos para sua restauração, manutenção e conservação.

Fazê-lo é o mesmo que impor duplo encargo aos usuários que já pagam os impostos e contribuições necessárias à boa conservação das vias de tráfego”, disse ele.

O Deputado criticou também o mau uso dos recursos federais na conservação das estradas: “Não entendo porque o Governo não está usando os recursos da CIDE para melhorar as condições das rodovias federais, uma vez que esse imposto foi criado justamente para reforma e melhoria dessas estradas”, questionou.

Sandro Matos ainda se referiu à questão dos altos pedágios que poderão ser cobrados caso as estradas sejam privatizadas.

“Como explicar ao cidadão que conseguiu comprar, com muito esforço, seu primeiro carro, para uma viagem com a família, que, na prática, verá seu direito constitucional de ir e vir cerceado pela tarifa alta de um pedágio?” O deputado finalizou seu discurso dizendo que o presidente Lula precisa ser alertado para as conseqüências que a privatização pode causar às rodovias.

“Sou um parlamentar da base do governo e tenho a certeza de que, caso o Presidente Lula tenha informações corretas sobre a real situação das rodovias e da arrecadação da CIDE no Rio de Janeiro, certamente terá a sensibilidade de cancelar os iminentes processos de privatização dessas vias”.

Agência Trabalhista de Notícias, 05/06/2006