PTB de Mato Grosso quer iniciar nova fase com encontro

PTB Notícias 14/09/2007, 13:45


O diretório regional do PTB em Mato Grosso espera marcar o início de uma nova fase política no encontro estadual do partido, que terá como centro das atenções o presidente nacional Roberto Jefferson.

O evento acontece nesta sexta-feira (14/09), a partir das 14 horas, na Assembléia Legislativa de Mato Grosso e busca delinear as próximas ações do PTB, com vistas ao pleito de 2008.

O presidente regional do PTB, Osvaldo Sobrinho, destacou a intenção da legenda de lançar projetos próprios na maioria dos municípios do Estado nas próximas eleições.

Para Sobrinho, o partido vive uma nova etapa após a fusão com o PAN em 2006.

“O partido cresceu pelo menos 40% este ano.

Estamos com aproximadamente 19 mil filiados em todo o Estado e a perspectiva é de aumentar o número de adeptos ao partido”, avaliou.

O dirigente partidário lembrou que as adesões podem ser feitas, conforme a legislação eleitoral, até o dia 03 de outubro.

No âmbito da capital, o PTB dará prosseguimento aos trabalhos de articulação com legendas como o PSDB, PSB e PT.

A legenda já manteve debates com o PMDB e com o PR.

No entanto, Chico Galindo – presidente municipal do PTB Cuiabá – ainda aguarda a definição do PT sobre o pré-candidato do partido para, posteriormente, lançar um convite para discussão política.

Sobrinho e Galindo uniram os discursos em favor do lançamento de projeto próprio para a capital.

No entanto, a legenda ainda estuda possível nome que poderá liderar a chapa em Cuiabá.

“Temos bons nomes como do deputado Chico Galindo e também do reitor Altamiro Galindo – também filiado ao PTB”, avaliou Osvaldo.

Segundo Galindo, o PTB mantém bandeira pela construção de candidatura a administração municipal.

No entanto, não dispensará oportunidade de avaliar todas as possibilidades para a conjuntura política das próximas eleições.

“Temos uma meta de ter candidato para chegar à prefeitura.

Mas os debates são importantes para a construção de um projeto forte”, frisou.

Agência Trabalhista de Notícias (com informações do Diário de Cuiabá)