PTB-MT lança Luiz Antonio Pagot como pré-candidato ao governo do Estado

PTB Notícias 26/03/2014, 8:34


Em reunião na terça-feira (25/3/2014), a cúpula do diretório do PTB de Mato Grosso decidiu se afastar do projeto do senador Pedro Taques (PDT) disputar o governo do Estado.

A decisão foi tomada num encontro entre os principais líderes da legenda no Estado e o PTB é o primeiro partido a deixar oficialmente o palanque do senador Taques.

De acordo fontes petebistas, o rompimento do grupo se deve com a postura de Pedro Taques em demorar na escolha do nome da coligação ao Senado e também ao fato de ter intensificado as críticas a presidente Dilma Rousseff (PT).

Os petebistas fazem parte da base de sustentação do governo federal.

Durante o encontro, o PTB-MT decidiu que vai construir a pré-candidatura a governador do ex-diretor-geral do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura) Luiz Antonio Pagot (PTB).

“Definimos apresentar uma nova alternativa para o eleitor de Mato Grosso na pessoa do Pagot, que é um homem simbolizado pelo trabalho”, disse o presidente do PTB de Cuiabá, Carlos Haddad.

Também ficou definido que a ex-senadora Serys Slhessarenko (PTB) manterá o projeto de tentar retornar ao Congresso Nacional.

Em princípio, ela pretendia disputar a vaga na mesma chapa que Taques, mas diante da indefinição do grupo pedetista resolveu buscar um voo solo dentro da legenda trabalhista.

O ex-prefeito de Cuiabá e presidente estadual do PTB, Chico Galindo, deve ser candidato a deputado federal.

O partido pretende, a partir de agora, formar a chamada “terceira via” do processo eleitoral deste ano em Mato Grosso.

Na terça-feira mesmo, Pagot já entrou em contato com líderes do DEM, PPS e até mesmo do PSD para a discussão de uma nova proposta.

Homem de confiança do senador Blairo Maggi (PR), que já anunciou que não disputará o Paiaguás, Pagot espera conquistar o apoio do parlamentar.

* Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações do portal FolhaMax Foto: Gustavo Ninomiya/Divulgação