PTB Mulher anuncia lançamento de campanha de filiações

PTB Notícias 29/04/2015, 16:51


A Executiva Nacional do PTB Mulher realizou nesta terça-feira (28/4), na sede do Diretório Nacional do PTB, em Brasília, sua primeira reunião no ano de 2015.

O encontro foi o primeiro conduzido por Marlene Campos Machado, a atual presidente nacional do movimento.

Marlene assumiu o cargo em 12 de dezembro do ano passado, na Convenção Nacional do PTB, no Rio de Janeiro, em substituição à deputada Cristiane Brasil (RJ), que renunciou para tomar posse como presidente nacional do PTB.

Além da presidente Marlene Campos Machado, participaram da reunião a 1ª vice-presidente do PTB Mulher, Marli Iglesias, a secretária-geral do movimento feminino petebista, Vera Gorgulho, e a secretária Institucional, Iára Lopes.

A presidente do PTB, Cristiane Brasil, abriu a reunião e manifestou sua confiança no sucesso de Marlene Campos Machado à frente do PTB Mulher.

Durante a reunião, foi lançada oficialmente pelo PTB Mulher a campanha nacional de filiações.

Como defendeu a presidente Marlene Campos Machado, o intuito do PTB Mulher é agregar às fileiras trabalhistas mulheres dispostas a disputar as eleições municipais de 2016 e, também, fortalecer o movimento feminino e o próprio partido.

“Precisamos estar focadas na exigência legal do cumprimento da cota de 30% de candidaturas femininas nas eleições municipais de 2016.

Essa é uma das minhas prioridades à frente da Presidência do PTB Mulher: cumprir com sobras a cota de 30% de candidatas em todos os estados.

Mas nossa intenção não é apenas indicar candidaturas de mulheres meramente para preencher a cota legal, mas garantir as condições necessárias para que as nossas candidatas possam brigar de forma efetiva por espaço na representação política.

Queremos mais mulheres como deputadas, senadoras, vereadoras, prefeitas, portanto, precisamos trabalhar para estimular e conquistar um maior protagonismo feminino”, disse a presidente do PTB Mulher.

A 1ª vice-presidente, Marli Iglesias, além de elogiar a disposição de Marlene Campos Machado de trabalhar com afinco não apenas para cumprir a exigência da lei em relação às candidaturas femininas, mas também de investir de fato nas campanhas das mulheres, destacou que o PTB precisa correr contra o tempo.

“Precisamos ter em mente que o prazo estabelecido pela Justiça Eleitoral para quem quer se candidatar a prefeito ou vereador em 2016 é o dia 30 de setembro.

Portanto, temos que arregaçar as mangas e iniciar efetivamente a nossa campanha nacional de filiações.

Na reunião de hoje, já demos a largada, agora, vamos trabalhar”, disse Marli.

A secretária Institucional da Executiva Nacional do PTB Mulher, Iára Lopes, em nome das trabalhistas gaúchas, fez uma saudação à presidente Marlene, e convidou a dirigente do movimento feminino a fazer uma visita ao Rio Grande do Sul, para conhecer de perto o trabalho realizado pelo diretório.

Iára fez ainda um pedido à presidente: que defenda junto à Executiva Nacional do PTB a concessão de maior espaço, nas inserções do partido divulgadas em rádio e televisão, das candidatas trabalhistas às eleições de 2016.

Marlene, que prometeu levar esta demanda aos membros da Executiva, foi saudada também pela secretária-geral, Vera Gorgulho, que foi incumbida de realizar um estudo sobre a participação das mulheres petebistas nas eleições de 2012.

A secretária-geral fará uma análise dos resultados obtidos pelas candidatas e do desempenho feminino em todos os estados, como forma de o PTB Mulher obter subsídios para direcionar suas ações futuras.

Também foi discutido na reunião desta terça-feira o panorama do PTB Mulher em todo o país.

Foi elaborado um relatório para identificar os estados onde o movimento está organizado, assim como os que o PTB Mulher ainda precisa designar as comissões provisórias e suas presidentes.

Agência Trabalhista de Notícias (ELM e Felipe Menezes)Fotos: Felipe Menezes/AscomPTB