PTB Mulher participa de gravação do programa do governador Germano Rigotto

PTB Notícias 2/08/2006, 15:30


A noite fria em Porto Alegre nesta terça-feira, 1º, serviu para dar um toque de elegância às 400 mulheres que foram até o CTG Estância do Azenha, em Porto Alegre.

Não era baile ou atividade social, mas uma atividade da campanha do governador Germano Rigotto à reeleição promovida pelas alas femininas do PMDB e do PTB, representado na figura da candidata a vice-governadora, Sônia Santos.

A reunião teve como objetivo gravar imagens para o programa eleitoral da coligação União pelo Rio Grande (PMDB – PTB – PMN), no caso de ontem, um programa especial para as mulheres.

Candidata a vice-governadora do Rio Grande do Sul, Sônia Santos vestiu as cores do seu partido, o PTB: saia e blusa preta e longo casaco vermelho.

No discurso, a petebista se derramou em elogios a Rigotto.

– “Rigotto é pura emoção.

É coração.

Ele conquista” – afirmou Sônia.

Sônia Santos salientou também a atitude de homens e mulheres, ao longo da história, que permitiram o espaço que ela, como mulher, está ocupando hoje.

“Houve pessoas corajosas que criaram leis para que mais mulheres estivessem na política”, afirmou.

Sônia destacou ainda o histórico de pioneirismo que as mulheres petebistas desempenharam.

– “O PTB elegeu a primeira senadora mulher do Rio Grande, a primeira conselheira do Tribunal de Contas do Estado e da Agergs”, lembrou.

A candidata pediu ainda que todos os militantes convençam a população de que Rigotto é a melhor opção para o Estado.

O governador agradeceu o apoio das mulheres, que já se mostraram imprescindíveis na campanha de 2002.

“As mulheres estiveram sempre à frente das caminhadas, dos comícios”.

Segundo ele, em especial, as do PTB.

“As petebistas foram fundamentais para ganharmos as eleições.

O PTB se mostrou leal ao nosso governo desde o princípio, em todos os momentos.

E ainda agradeço a esse partido a candidata de categoria que colocou ao nosso lado”, finalizou.

Durante seu discurso, o governador recordou as dificuldades que enfrentou no governo e agradeceu o apoio das militantes.

Reforçou, porém, que a campanha precisa ser vencida a cada etapa: – Precisamos vencer o primeiro turno e partir para o segundo.

Foi o meu PMDB Mulher que me impulsionou na campanha de 2002, e agora o fará também – finalizou o governador.

Agência Trabalhista de Notícias, com informações do jornal Zero Hora e do site PTB-RS