PTB Mulher se reúne e lança campanha nacional de filiações

PTB Notícias 24/06/2015, 19:58


O lançamento da campanha nacional de filiações com vistas às eleições de 2016 e a organização de um movimento nacional feminino forte em todo o Brasil foram alguns dos temas debatidos na reunião da Executiva Nacional do PTB Mulher, realizada nesta quarta-feira (24/6/2015) na sede do Diretório Nacional do PTB, em Brasília.

Segundo a presidente nacional do PTB Mulher, Marlene Campos Machado, a hora é de todos os diretórios estaduais se organizarem e de se engajarem com vigor e energia no trabalho de trazer mais mulheres para participar da atividade política-partidária no país.

“O PTB Mulher foi o primeiro movimento feminino partidário criado no Brasil.

Graças ao seu pioneirismo, surgiram outros no país.

Agora, mais uma vez mais, o PTB Mulher inovará ao lançar, pela primeira vez, uma campanha nacional de filiações com o objetivo de arregimentar mais mulheres às fileiras trabalhistas”, disse Marlene na reunião.

Intitulada de “PTB Mais Mulher”, a campanha foi aprovada pelas representantes estaduais do movimento feminino trabalhista.

O evento será realizado no dia 14 de julho, em todo o país.

A reunião foi aberta pela presidente nacional do PTB, deputada Cristiane Brasil (RJ), que lembrou o fato de ter liderado o movimento feminino trabalhista por oito anos, e que agora tem orgulho de ver o PTB Mulher ser presidido por Marlene Campos Machado.

Cristiane destacou que foi a sua atuação à frente do PTB Mulher, a militância ao lado de diversas lideranças do partido, que lhe deu credibilidade para hoje presidir o partido nacionalmente.

“Fico muito feliz em estarmos fazendo essa nossa primeira reunião sob nova composição, e quero que vocês saibam que me criei nesse movimento.

Ter sido presidente do PTB Mulher por oito anos foi um passo muito importante para ter alcançado hoje a Presidência do PTB.

Esse legado é muito importante na minha vida, pois esses são os nossos princípios, as nossas bandeiras, as nossas raízes.

Cada uma de vocês que milita no PTB Mulher carrega nas suas bases um pouco da história da luta das mulheres no âmbito da política.

Cada uma de vocês sabe das dificuldades que passamos para alcançar resultados.

E por mais que sejamos maioria das eleitoras, maioria da população, nossa participação política ainda é incipiente.

Todas aqui sabem que são várias as causas que nos afastam da política.

Família, casa, marido.

.

.

isso por si só afasta milhares de mulheres da política.

Outro ponto complicado que afasta as mulheres na política é o financeiro.

Se ela não sabe discutir, não sabe financiar, não tem dinheiro.

As campanhas delas são mais pobres que a dos homens.

Para se eleger tem menos recursos disponíveis.

E ainda há o fato de que os homens dão pouco espaço para as mulheres.

Enfim, são muitas batalhas e temos garra e energia para enfrentar esta luta.

Precisamos ascender a postos de poder.

Estamos aí para quebrar paradigmas, para aumentar nossa participação com metas.

Vocês, companheiras do PTB Mulher, terão sempre em mim uma grande aliada.

O PTB Mulher está em boas mãos, com Marlene Campos Machado, com Marli Iglesias.

Com essas lideranças, vocês escrever seus nomes na história.

Ajudem nossas lideranças a fazer essa diferença”, afirmou Cristiane Brasil.

Agradecendo as palavras da presidente do PTB, Marlene Campos Machado aproveitou para anunciar o lançamento da campanha de filiação de mulheres no partido, para concorrer nas eleições municipais de 2016, ou para participar da militância e do trabalho para eleger prefeitas e vereadoras em todos os estados brasileiros.

“Temos que fazer com que o nosso movimento seja o maior do país.

Temos mulheres valorizadas, capacitadas, que já foram candidatas, temos condição.

Mas para isso temos que fazer o nosso trabalho, o nosso trabalho já passa para essas eleições de 2016.

Primeiro, lançar nossa campanha de filiação “PTB Mais Mulher”.

Conversava com a presidente Cristiane para que cada presidente dê um mínimo de estrutura, de camisetas, de banners, com a nossa campanha do PTB Mulher.

Acho importante estarmos avaliando isso, e já definir essa camiseta para levar ao conhecimento da nossa presidente.

Dar a ideia que nosso PTB Mulher já está consolidado, a importância desse trabalho que estamos fazendo com essa campanha de filiação.

E nós temos que desenvolver metas de filiação.

Precisamos estimular candidaturas”, disse Marlene.

Além de Cristiane Brasil, Marlene Campos Machado e Marli Iglesias, participaram da reunião do PTB Mulher em Brasília os seguintes representantes dos diretórios de seus estados: Marcia Tedesco, Iara Lopes (Rio Grande do Sul); Elaine Matozinhos (Minas Gerais); Vera Gorgulho, Mara Lucia Veloso, Monica Regina Aleluia, Itamárcia Marçal (Rio de Janeiro); Emilce Maria Campos (Maranhão); Evana Gomes (Bahia); Namibia Veronez Negrelli (Espírito Santo); Paula Berbini (Tocantins); Adriane Bortoleto Vieira (Santa Catarina); Juliana Miranda (Mato Grosso); Janice Freire (Roraima); Enio Rocha (São Paulo); Mirian Brasil (Paraná).

Na sua fala de saudação aos participantes do encontro, a vice-presidente nacional do PTB Mulher, Marli Iglesias, na mesma linha de Cristiane Brasil, afirmou que se orgulha do legado deixado pelo trabalho de criação e consolidação do movimento de mulheres do partido, do qual ela participou ativamente, se tornando, inclusive, a sua primeira presidente.

Para Marli, o fato de hoje o PTB ser presidido por uma mulher é resultado desse trabalho pioneiro e da força que as mulheres petebistas possuem.

“Lá atrás começamos a pensar o PTB Mulher, e hoje é emocionante ver como está estruturado esse movimento, é gratificante receber o carinho de todas vocês.

Muito me emociona esse momento porque a gente vê que a ideia original não morreu, muito pelo contrário, está viva em cada uma de vocês que hoje defende o PTB Mulher em seus estados.

Mas a gente tem que ter o cuidado para que esse espírito que levou à criação do movimento não morra.

Depende de cada uma de nós fortalecer e levar à frente esse movimento, depende da nossa competência, do nosso carisma, da nossa rebeldia.

Do contrário, somos engolidas.

Precisamos conhecer o que está acontecendo com vocês, para retomar e ampliar o nosso trabalho.

Vamos em frente, vamos nos unir e vamos trabalhar, porque ainda temos muito a conquistar”, disse Marli Iglesias.

Ao encerrar a reunião, Marlene Campos Machado agradeceu a presidente do PTB, Cristiane Brasil, por dar oportunidade “para estarmos fazendo esse trabalho grandioso do PTB Mulher”.

Marlene afirmou que o movimento irá realizar um trabalho forte e diferenciado dos outros partidos, e destacou a importância do trabalho em conjunto.

“Eu sou a presidente, mas estou aqui para dividir com vocês, para trabalhar com vocês.

Todas aqui são mulheres guerreiras, aguerridas, valorizadas e que têm muito a acrescentar ao nosso partido.

Juntas podemos muito mais.

Essa união fará a diferença”, destacou.

“Em 2016 faremos vereadoras, prefeitas e vice-prefeitas.

Apoio nós temos da nossa presidente, precisamos de garra, atitude, realização.

Vamos juntar nossas forças e trabalhar por um país mais justo.

Vamos lançar nossa campanha de filiação no dia 14 de julho”, concluiu a presidente do PTB Mulher.

(/?page=FotosPage&gal=318) Clique aqui e confira a galeria de fotos da reunião.

Agência Trabalhista de Notícias (ELM e Felipe Menezes)Fotos: J.

R Neto/Divulgação