PTB Mulher se reúne para definir ações futuras do movimento

PTB Notícias 24/09/2015, 12:33


A Executiva Nacional do PTB Mulher se reuniu nesta quarta-feira (23/9/2015), na sede do Diretório Nacional do PTB, em Brasília, para avaliar o resultado dos últimos encontros da ala feminina do partido, tomar providências para organizar os próximos eventos e decidir sobre iniciativas para incentivar a formação de novos diretórios do movimento.

Participaram da reunião, além da presidente do PTB Mulher, Marlene Campos Machado, a vice-presidente, Marli Iglesias, a secretária-geral, Vera Gorgulho, a primeira-tesoureira, Mara Veloso, a primeira-secretária de Comunicação, Adriana Lima, e Patrícia Bento, de São Paulo.

Nas discussões da Executiva, foi discutida e aprovada a ideia de elaborar uma cartilha, que irá detalhar as diretrizes e contar a história do movimento feminino petebista.

Na reunião, as dirigentes trabalhistas definiram que a cartilha será lançada em 17 de outubro, em Belo Horizonte (MG), durante o encontro PTB Mulher Presente.

“O objetivo da cartilha é contar a história do PTB Mulher desde sua fundação e também fazer um chamamento para que as mulheres conheçam um pouco mais o PTB Mulher.

Nossa intenção é de estimular que mais e mais mulheres venham fazer parte deste movimento político-partidário”, adiantou a presidente Marlene Campos Machado.

(/_tinyimg/ReuniaoPTBMulher-FotoJRNeto.

jpg” target=”_blank) De acordo com a presidente Marlene Campos Machado, a cartilha abordará também as bandeiras defendidas pelo PTB Mulher e orientações de como formar o diretório do movimento nos estados.

“A cartilha que estamos elaborando vai dar um direcionamento definitivo, o passo a passo para que a presidente do movimento no seu município, no seu Estado, possa consolidar e ampliar a participação das mulheres na política”, diz Marlene.

No encontro, também foram discutidas a organização dos futuros encontros e eventos do PTB Mulher, e as iniciativas que estão sendo tomadas para a reta final da campanha de filiações com vistas a garantir a maior participação de mulheres nas eleições municipais de 2016.

Agência Trabalhista de Notícias (ELM e FM)Fotos: J.

R Neto