PTB poderá ter candidato próprio para disputar prefeitura de Mogi Mirim

PTB Notícias 31/03/2008, 16:50


Apesar das conversações com o Democratas sobre uma possível coligação nas eleições municipais de outubro, o Diretório Municipal do PTB na cidade de Mogi Mirim ainda não descartou a possibilidade de lançar candidatura própria para o cargo de prefeito.

Na convenção do partido realizada neste final de semana na Câmara Municipal, que contou com a presença do deputado estadual Campos Machado, presidente estadual e secretário-geral da executiva nacional da legenda, o vereador Olímpio Tomiyama declarou que entre os possíveis candidatos há o empresário Ronaldo Alabarce e os médicos Jairo Molina e Roberto Zanetta.

A definição pelo apoio participativo a outro partido ou o lançamento de candidatura própria deverá ser definida até 5 de julho.

“Não queremos medir forças, mas também não vamos nos colocar numa situação em que seremos subordinados.

Caso haja coligação, queremos ser partícipe, com o DEM ou outro partido”, afirmou Olímpio.

Com um discurso mais inflamado, o deputado Campos Machado destacou que o PTB não será mais coadjuvante nas decisões políticas do País, a começar pelos municípios: “Os partidos se coligam e só no último momento chamam o PTB.

Resolvemos aproximar o partido de sua história e nunca mais vamos nos rastejar.

De vagão, passaremos a ser locomotiva”, disse Campos Machado.

O deputado petebista afirmou ainda que está acompanhando a corrida à prefeitura não só de Mogi, mas de todo o Estado, onde o partido já tem 350 candidatos a prefeito.

Na região, o PTB terá candidato em Itaquá e Arujá.

Sobre Suzano, o deputado foi enfático ao afirmar que gostaria que o empresário Tiquinho Quadros mantivesse sua candidatura e que não há hipótese de se fazer coligação com o PSDB devido ao histórico do partido na cidade.

Sobre o pedido de afastamento do vereador Tomiyama feito pelo presidente do Diretório Municipal do PCB, Mário Berti Filho, Machado afirmou que ainda é prematuro analisar o caso, já que, apesar do Tribunal de Justiça de São Paulo ter condenado o petebista por improbidade administrativa, a ação ainda não foi julgada em todas as instâncias: “O Olímpio não está sozinho e a partir de hoje (ontem) o partido assume a responsabilidade neste caso”.

fonte: site do Deputado Estadual Campos Machado