PTB, PPS e PL formam aliança em Goiás

PTB Notícias 28/06/2006, 17:11


Trabalhistas, liberais e populares fecham coligação proporcional com 90 nomes para deputados estaduais, ratificam apoio a Alcides Rodrigues (PP) ao governo e Marconi Perillo (PSDB) ao Senado e lançam coligação “Democracia e Trabalho”.

Em reunião na Câmara de Vereadores ontem pela manhã, PTB, PL e PPS decidiram unir as siglas para concorrer às vagas na Assembléia Legislativa e orientar o apoio às candidaturas majoritárias.

Com o casamento, a candidatura Alcides ganha cerca de 5 minutos na televisão e no rádio durante o horário eleitoral gratuito e a “força” que a coligação das três siglas representa.

O presidente regional do PTB, deputado federal Jovair Arantes (PTB-GO) , afirma que o pepista ganha porque os três partidos são representados em todas as cidades com forte densidade eleitoral no Estado.

“Estamos em todas as cidades que têm acima de 15 mil eleitores e teremos o trabalho de bons cabos eleitorais em cidades como Itumbiara, Caldas Novas, Morrinhos e Senador Canedo.

O vice-presidente regional do PL, Cleovan Siqueira, que representou a legenda na reunião, disse que a unidade em torno dos nomes de Alcides e Marconi foi fator decisivo para a coligação.

“Separados, iríamos eleger no máximo seis nomes, e, juntos, podemos chegar a dez.

E todos os candidatos presentes declaram apoio ao Dr.

Alcides.

” A coligação optou por não disponibilizar nomes para candidaturas à Câmara Federal, que serão fechadas na coligação da base aliada.

“Os nossos candidatos a deputado federal vão sair do chapão; achamos que assim poderemos eleger mais nomes”, explica Cleovan.

Para o secretário de governo, Armando Vergílio (PTB-GO), as três siglas são “fortes e agregam valores em termo de votos para a candidatura de Alcides”.

Na reunião ficou definido também que o material de campanha de todos os candidatos deverão trazer os nomes e números de Alcides e de Marconi.

No comando da coligação está o presidente metropolitano do PTB, Tales BarretoVagner Vilela (PTB-GO) , e do PPS, Wagner Vilela, e o secretário-geral do PL, Mario Nonô Amaral.

A presidente regional do PPS, Linda Monteiro, também esteve presente à reunião, mas não foi localizada ontem.

Diário da Manhã – GO Lillian Bento