PTB quer eleger 50 prefeitos no Paraná, diz Canziani em visita à ALEP

PTB Notícias 7/08/2007, 8:03


O deputado federal Alex Canziani, presidente do Diretório do PTB no Paraná, visitou nesta segunda-feira (6) o deputado estadual Luiz Claudio Romanelli (PMDB).

Os dois decidiram manter a atuação conjunta nos municípios do Norte e Norte Pioneiro do Paraná.

“Trabalhamos de forma conjunta nas eleições de 2006 em 20 cidades das regiões do Norte e do Norte Pioneiro.

Agora vamos retribuir a expressiva votação que recebemos, reivindicando, lutando por investimentos, programas, projetos, obras dos governos estadual e federal para esses municípios”, disse Romanelli.

Canziani, por sua vez, se diz impressionado pelo trabalho de Romanelli nas duas regiões.

“Eu sei que o trabalho da Liderança do Governo na Assembléia Legislativo é tamanho, requer dedicação exclusiva, diuturna e tem se revelado proveitoso ao governo.

Todos os projetos são aprovados e as discussões são bem marcadas.

Agora o que me surpreende que, invariavelmente, encontro o deputado Romanelli todo o final de semana no interior, visitando as cidades do Norte e do Norte Pioneiro, levantando as demandas e reivindicações.

É um trabalho muito valoroso e merece o reconhecimento”, disse Canziani.

Canziani e Romanelli reafirmaram que as duas regiões – por ser apontadas com IDH”s (índice de desenvolvimento humano) – terão atenção especial dos governos estadual e federal.

“Os projetos desenvolvidos serão darão através do PAC e de outros programas nas áreas da agricultura familiar, infra-estrutura urbano, apoio ao setor produtivo, entre outros”, disse Romanelli.

O deputado federal Alex Canziani aproveitou sua visita à Assembléia Legislativa do Paraná para discutir com a bancada petebista os rumos do partido nas eleições municipais de 2008.

Segundo Canziani, a meta é dobrar o número de prefeitos eleitos, conquistando cerca de 50 prefeituras.

Canziani deve ser o candidato do PTB na cidade de Londrina.

Em Ponta Grossa, o nome mais forte é o do deputado estadual Jocelito Canto.

Os problemas do possível candidato na justiça, que podem acabar na cassação de seus direitos políticos por três anos, podem atrapalhar os planos.

Entretanto, Canziani está otimista com relação à absolvição de Jocelito.

Agência Trabalhista de Notícias (com informações da ALEP)