PTB reage à indicação de Dagoberto para vice de Giroto em Campo Grande

PTB Notícias 11/04/2012, 14:32


O presidente regional do PTB, Ivan Louzada, reagiu duro nesta última terça-feira, 10/04/2012, à eventual indicação do nome do ex-deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT) como vice na chapa a ser encabeçada pelo deputado federal Edson Giroto (PMDB) à prefeitura de Campo Grande nas eleições de outubro.

Presidente regional do PDT, Dagoberto já sinaliza compor a aliança liderada por Giroto a partir de entendimentos com o governador André Puccinelli, principal articulador político do PMDB em Mato Grosso do Sul.

Ao contestar a possível indicação, Louzada levou em consideração o peso dos dois grupos políticos em termos de tempo na propaganda eleitoral de rádio e televisão e a estrutura partidária.

“Eu tenho acompanhado isso tudo pela imprensa, o PTB como aliado do governador André Puccinelli não foi ouvido.

Acho que temos a mesma importância.

O PDT tem 50 segundos na televisão, nós temos 49 segundos, a diferença é mínima.

Além do mais, somos companheiros”, reagiu o dirigente, ao cobrar uma discussão entre todos os partidos que deverão integrar a aliança comandada pelo PMDB para definir um posicionamento na composição da chapa.

Louzada disse que, apesar de respeitar as principais lideranças do PMDB na condução do processo sucessório eleitoral tanto na Capital quanto no interior, a escolha do companheiro de chapa de Giroto não pode ser feita “goela abaixo”.

“Não temos nada contra ninguém, só queremos ser ouvidos, participar das decisões.

Temos de analisar no conjunto, afinal somos companheiros”, arrematou o presidente do PTB, cujo partido ajudou a reeleger o governador André Puccinelli em 2010.

Como justificativa a suas críticas, Louzada disse que se o PMDB decidisse disputar as eleições com chapa pura na majoritária em Campo Grande, até entenderia, e seu grupo apoiaria o projeto, mas não concorda que a decisão seja tomada de forma unilateral, sem que as lideranças das demais legendas que deverão compor a chapa sejam consultadas.

Apesar disso, o dirigente petebista descarta qualquer possibilidade de sua posição abrir crise no comando da campanha de Giroto.

O PTB foi um dos primeiros partidos a selar compromisso de apoio com André Puccinelli.

No dia 12 de março deste ano, Louzada esteve conversando com o governador quando reafirmou o compromisso de seu grupo político em caminhar com Giroto.

“Decidimos manter tudo que foi combinado nas eleições de 2010 quando apoiamos a eleição do governador”, revelou Louzada logo após a reunião na Governadoria, no mês passado.

“Não temos motivo para deixar uma parceria que deu certo”.

Segundo ele, em contrapartida, André Puccinelli se comprometeu durante a reunião em apoiar os candidatos a prefeito do PTB nos municípios onde o PMDB não for lançar nomes próprios.

Antes disso, porém, o partido já havia promovido um megaencontro em Campo Grande no dia 30 de setembro do ano passado, com a presença do presidente do diretório nacional, Roberto Jefferson, e do governador André Puccinelli para anunciar o apoio ao PMDB.

Ivana Souza – Agência Trabalhista de Notícias, com informações da assessoria de imprensa do Presidente Regional do PTB de Campo Grande, Ivan Louzada