Raphael Matos quer difundir o Disque 100 nas escolas de Dourados (MS)

PTB Notícias 18/09/2014, 15:28


Visando facilitar aos interessados o acesso ao serviço de denúncias contra violações de direitos humanos, o vereador Raphael Matos (PTB) solicitou à Mesa da Câmara de Dourados (MS) que envie indicação ao prefeito Murilo Zauith (PSB) e à secretária municipal de Educação, Marinisa Mizoguchi, solicitando afixação de placas nas salas de aula da rede municipal de ensino com o número do Disque Direitos Humanos, o Disque 100.

O petebista observa que, além de exploração sexual, o “Disque 100”, serviço nacional de denúncia coordenado pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, recebe informações sobre maus-tratos, violência contra crianças e adolescentes, negligência, entre outros crimes.

Ele cita que, segundo dados da secretaria, a maior parte, 62%, das denúncias recebidas pelo central do Disque 100, são de violência contra menina e esse número é maior quando as denúncias são de violência sexual.

Raphael diz que é preocupante o número de casos de violência sexual no país.

“E por aqui não é diferente, mas, o lado positivo é que havendo denúncia, há como se fazer um mapeamento mais completo para que juntos, a sociedade civil e governos possam criar estratégias mais efetivas para a redução dessas práticas indecorosas.

“Para ele, muitos casos poderiam ser evitados pelas próprias vítimas, que na sua maioria é criança, e seus familiares se tivessem apoio e informação de onde e como proceder em face dessa violência.

“E o Disque 100 pode ser o primeiro passo para a solução dessa demanda.

Quanto mais houver a divulgação desse número, maior será a possibilidade dessas pessoas serem assistidas e cuidadas pelas autoridades competentes”, observa o vereador.

“É dever do Estado cuidar dos seus cidadãos e em especial de suas crianças e, por tudo isso, pedimos ao prefeito e à Secretaria de Educação afixação de placas nas salas de aula da rede municipal de ensino com o número de telefone do Disque Direitos Humanos – o Disque 100 – e sua funcionalidade”, concluiu o vereador.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da assessoria do vereador Raphael Matos (PTB-MS)Foto: Divulgação/Assessoria