Roberto Jefferson abre em Capão da Canoa o 9º Seminário Estadual do PTB

PTB Notícias 2/06/2007, 10:57


Mais de 500 pessoas participaram na noite desta sexta-feira (01) da abertura do 9º Seminário Estadual do PTB, em Capão da Canoa.

Na presença do presidente nacional da sigla, Roberto Jefferson, e do senador Sergio Zambiasi, os militantes iniciaram os três dias de trabalho em que discutirão suas relações com o Governo do Estado e a estratégia para as eleições municipais do próximo ano.

Na abertura, estavam representadas delegações de 340 dos 496 municípios gaúchos, que ouviram Jefferson propor que a bancada federal do partido defenda a inversão da cláusula de barreira, que ao invés de ser federal tenha origem nos municípios.

“É no município que se dá a organização da sociedade, da família, e é dali que devemos estimular a representação partidária, através da eleição de vereadores e prefeitos”, afirmou o presidente Roberto Jefferson.

Para o presidente nacional do PTB, hoje há uma distorção da legislação tributária.

Exemplo disso, segundo ele, é a Lei Kandir, que prejudica demais o Rio Grande do Sul, pois 80% da arrecadação ficam com o governo federal, enquanto apenas 20% chegam aos municípios.

Jefferson afirmou ainda que mais uma vez prestigia o Rio Grande do Sul, que tem umas das secções do PTB mais bem organizadas do Brasil.

O líder petebista mostrou seus dotes de cantor e entoou, em latim, o tema sacro Ave Maria, homenageando a memória de Rose Shalinski, esposa do ex-prefeito de Sapucaia do Sul, Luis Francisco Barbosa, falecida há poucos dias.

Em seguida, fez uma avaliação da conjuntura nacional e lembrou que a bandeira do PTB tem mobilizado gente Brasil afora, justamente quando está prestes a completar 21 anos de sua reorganização recente no País.

O quadro político do Estado também foi avaliado por Jefferson, assim como a presença do partido na administração estadual e nos diversos municípios.

Disse que o PTB do Brasil precisa eleger o governador do Rio Grande do Sul para impregnar toda a nação com o espírito da sigla no Estado.

Já o senador Sérgio Zambiasi saudou os participantes do evento dizendo que eles demonstravam o que é ser militante do partido.

“Mais do que responsabilidade, mostramos aqui que temos amor à causa, determinação e compromisso”.

Zambiasi disse que a multiplicação dos eleitos no próximo ano para as Câmaras de Vereadores e Prefeituras do Estado é que determinará a condição de disputar o governo em 2010.

“O partido não pode ter medo”, avisou.

O senador voltou a mencionar uma frase que desde 2003 tem norteado os encontros do partido no Estado.

“Quem somos, quantos somos, onde estamos e para onde vamos”, finalizou ele sugerindo que os presentes refletissem.

No início dos trabalhos, o presidente do partido, Elói Guimarães, saudou os participantes do evento e lembrou a tradição democrática e de mobilização do partido, resgatando a história do trabalhismo brasileiro”.

“Solidariedade tem sido a nossa palavra de ordem”, destacou Elói, lembrando que a palavra tem expressado todo o sentido da luta do partido por melhorias sociais.

“O Senador Sérgio Zambiasi firmou a solidariedade como a marca do PTB, seguindo a tradição iniciada pelas conquistas produzidas pelo presidente Getúlio Vargas”, completou.

O presidente do Instituto Solon Tavares, órgão de estudos da sigla, Ivandre Medeiros, apresentou uma “linha do tempo” do partido no Rio Grande do Sul, desde a formação da primeira bancada na Assembléia Legislativa, em 1987, com a filiação do então deputado Solon Tavares.

Ivandre mostrou que o crescimento do partido é contínuo e ascendente e atribuiu isso à liderança do senador Zambiasi e à forte organização e mobilização do partido.

“A prática de eventos de mobilização como este nos fortalece permanentemente”.

Programação Na manhã deste sábado, o presidente do Conselho de Comunicação Social do Governo e do Instituto Teotônio Villela (PSDB), Carlos Crusius, e os secretários de Estado Daniel Andrade (Infra-estrutura e Logística) e Fernando Schüller (Justiça e Desenvolvimento Social) apresentam o painel “A Visão do Governo Yeda”.

Até o domingo, os petebistas também discutirão estratégias do partido para as eleições municipais.

Os movimentos PTB Mulher e Juventude Trabalhista (MJT) realizam, em eventos paralelos, convenções estaduais.

Já a Associação de Prefeitos e Vice-prefeitos e a de Vereadores, além dos coordenadores regionais, realizam reuniões.

No domingo, a partir das 10h, o seminário encerra com um ato político com a presença de lideranças estaduais e nacionais.

fonte: site do PTB – RS