Roberto Jefferson comenta pesquisa Vox Populi que coloca Dilma em primeiro

PTB Notícias 16/05/2010, 12:57


Leia abaixo comentários do Presidente Nacional do PTB, Roberto Jefferson, publicados em seu blog na internet ( (http://www.

blogdojefferson.

com/) www.

blogdojefferson.

com) neste domingo (16/5):Vox Populi, Vox Diabolus Pesquisa Vox Populi – realizada entre 8 e 13 de maio, antes, portanto, de o programa de TV do PT ir ao ar – mostra Dilma com 38% das intenções de voto e Serra com 35% (em abril, Serra tinha 34%, e Dilma, 31%).

Mas o que aconteceu de tão extraordinário para que Dilminha Barrichello fizesse uma ultrapassagem tão espetacular? Prefiro esperar, porque, dos institutos, o Vox é o mais desconectado.

Desconfio que a pesquisa tenha duas intenções: influenciar o eleitor – criando uma onda pró-Dilma – e impedir que os aliados abandonem a arca de Noé.

Nem Dr.

SigmundNem Freud (o austríaco Sigmund) explicaria o resultado da pesquisa Vox Populi.

Talvez só o aloprado Freud Godoy.

O céu que virou infernoSegundo “O Globo”, o governo deixará uma “herança maldita” para o sucessor de Lula.

A dívida total do setor público pode chegar a 64% do PIB no final deste ano (R$ 2,2 trilhões), resultado das emissões de títulos públicos que o Tesouro vem fazendo para turbinar o caixa do BNDES (e não venham dizer que foi a crise, porque já não cola mais).

Com uma dívida deste tamanho, será necessário elevar a taxa do superávit primário para pagar juros ao mercado.

Esta herança, além de maldita, será como uma âncora no navio do crescimento econômico brasileiro, o preço que vamos pagar pela farra petista.

Na ânsia de fazer Dilma presidente, o céu é o limite.

Vai um pirata aí?Segundo estudo da Fecomércio (Rio) publicado no “Estadão”, metade dos brasileiros compra produto pirata, atraídos pelo preço.

O balanço é preocupante: no período de 15 anos, o Brasil aprovou 11 leis de defesa da propriedade intelectual, e todas fracassaram.

O prejuízo estimado é de US$ 20 bilhões/ano.

Para especialistas, o problema seria a difícil aplicação das leis, além do fato de estas preverem penas brandas; outros entendem que insistir na conscientização dos consumidores é o caminho.

Mas esquecem do óbvio: a elevadíssima carga tributária.

O Sistema Tributário Brasileiro está ultrapassado, data de 1965.

Enquanto não for reformado, não haverá justiça tributária.

Até lá, em nome da “legítima defesa”, muitos continuarão sonegando, ao passo que outros seguirão comprando produtos pirateados, em que pese a baixa qualidade e a falta de garantia.

Para piorar o quadro de horror, quanto mais o Estado arrecada, maior é o déficit público.

Baixando a bolaDepois de alardear, em Moscou, que veria 99% de chances de sucesso de obter um acordo que impeça o Irã de ser retaliado pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas (ONU), o presidente Lula baixou a bola ao descer no Catar.

Agora, diz que há uma “expectativa exagerada” sobre sua conversa, hoje, com o presidente Mahmoud Ahmadinejad, na qual falarão sobre o polêmico programa nuclear iraniano (“Estadão”).

Se Lula falhar, como se prevê, lhe restará dizer que cumpriu seu papel.

Aeroportos em banho-mariaFicou para o próximo ano a decisão sobre a mudança no modelo de gestão dos aeroportos.

É uma discussão que se arrasta faz tempo.

Desde os acidentes fatais com aeronaves da Gol (em 2006) e da TAM (em 2007), além do caos aéreo, o governo Lula vem prometendo resolver a questão, sem sucesso.

A gestora como “nunca houve antes na história deste país”, Dilma Roussef, segundo Lula, se envolveu com o assunto, prometeu o terceiro aeroporto de São Paulo, defendeu a privatização, comprou briga com o ministro Nelson Jobim (Defesa) pelo controle da Infraero, e depois desapareceu da aérea sem deixar vestígios.

O modelo de gestão dos nossos aeroportos está ultrapassado, e precisa ser alterado com urgência, não só para a melhoria da segurança dos passageiros e tripulantes, mas, também, por conta da Copa do Mundo e das Olimpíadas.

Deixar para o próximo governo a decisão pode ser um fator crucial para o fracasso desta grande oportunidade para o País.