Roberto Jefferson diz que apesar da campanha, imprensa só fala em CPI

PTB Notícias 17/07/2012, 19:36


Leia, abaixo, os comentários do Presidente Nacional do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), Roberto Jefferson, publicados em seu blog (http://www.

blogdojefferson.

com) nesta terça-feira (17/7/2012).

Enquanto agosto não vem Estamos em plena campanha eleitoral, ou seja, realizamos agora a maior festa da democracia, que é o voto direto, mas as notícias nos jornais dividem-se entre CPI do Cachoeira e mensalão.

Cá pra nós, há algo de errado nessa festa.

Com tucanos e moralistas mudos e alvejados o PT confia que, mesmo com o mensalão sendo julgado, a eleição será bem menos pior do que poderia em todo o País, principalmente em SP, confiando que em agosto a morte da oposição, agora anunciada, dará frutos.

E o PT não vai passar seu agosto só em Goiás.

Paulo Preto vem aí.

.

.

Sabedoria popular O raciocínio para rifar a construtora Delta, mesmo sendo ela uma das maiores credoras do PAC, é simples: melhor uma construtora em desgraça do que um bando de tucanos voando em pleno julgamento do mensalão.

Diga ao povo que ele.

.

.

Ontem “O Globo” trouxe levantamento da Faculdade Getúlio Vargas, do Rio de Janeiro, que descobriu que até hoje nenhuma das tentativas de afastar um ministro do Supremo Tribunal Federal sob o argumento de impedimento ou suspeição foi acatado na Corte.

Ou seja, as chances de o ministro Dias Toffoli ser retirado do julgamento da maior ação penal já analisada pelo tribunal são ínfimas.

O próprio Toffoli, por sua vez, já começou a avisar que não se sente impedido de analisar o caso.

Devagar, as pedras que querem colocar no caminho do julgamento vão sendo retiradas, indicando que em agosto o Judiciário brasileiro ficará em suspenso.

Furo furado Apesar de o julgamento do mensalão ser cada vez mais certo não estão surgindo mais notícias.

O “Estadão” hoje destaca os memoriais entregues pela defesa de Delúbio a cada um dos ministros do STF, narrando que neles o ex-tesoureiro do partido teria assumido a culpa.

Na verdade, como fez em todo o processo, Delúbio tenta apenas dizer que não houve corrupção, apontando que o dinheiro retirado do Banco Rural e entregue na boca do caixa para alguns parlamentares era apenas pagamento de despesa de campanha.

É a historinha que o PT repete desde o início.

Enquanto se aguarda o julgamento as novas notícias são só requentadas.

Bola sem dono O PSD, recém-fundado partido de Gilberto Kassab, já é protagonista de uma imensa confusão.

Quiçá por não ser nem de direita, nem de esquerda, nem de centro, seus membros ficaram confusos em Belo Horizonte e registraram duas diferentes coligações, abrindo uma crise interna que exibe o quanto de pouca união há na nova agremiação.

Sobrou para a Justiça Eleitoral desfazer o nó e ontem o juiz Rogério Alves Coutinho decidiu para que lado o partido que não tem lado vai.

Ele anulou a intervenção de Kassab na legenda e determinou a suspensão da decisão de coligar-se com o PT na disputa para a prefeitura.

Há algo de muito errado quando sobra para a Justiça Eleitoral dar a última palavra nas coligações partidárias.

O amor venceu E não é que o presidente da Câmara, Marco Maia, cumpriu com a palavra e conseguiu fechar o acordo que possibilitou a votação, ontem, da MP 563, do Plano Brasil Maior? E conseguiu não apenas o feito de mobilizar uma numerosa base aliada, como ainda dobrou os oposicionistas mais resistentes, que agora não mais se opõem à votação tanto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) como da 2ª MP do Plano de Incentivo à Indústria, a 564.

Com o acordo, todos votarão e sairão felizes para o recesso parlamentar e as campanhas municipais.

Agora sim Dilma acredita no “amor” de Marco Maia.

E “tome love”.

.

.

Baixo astral O pessimismo continua sendo o sentimento dominante na economia.

O Fundo Monetário Internacional contribuiu com relatório que rebaixa as projeções de crescimento do PIB brasileiro.

O FMI prevê um avanço de 2,5% do PIB este ano, contra 3,1% projetados em abril.

Já as cerca de 100 instituições ouvidas pelo Banco Central na Pesquisa Focus são ainda mais pessimistas e apontam, na média, que o Brasil vai crescer 1,9% em 2012, estimativa que ainda pode cair.

Para encerrar, pesquisa da International Business Report revela que o País caiu seis posições no ranking que mede o nível de otimismo do empresariado.

Este inverno está sendo realmente rigoroso para a nossa economia.

E ainda nem chegamos em agosto, o famoso “mês do desgosto”.

.

.

Tio Sam conheceu nossa batucada Com o casal Barack Obama e Michelle sentados na primeira fila, a seleção de basquete do Brasil fez uma grande partida em amistoso na cidade de Washington, ontem, contra o poderoso selecionado norte-americano, que conta com as maiores estrelas da NBA, a liga de basquetebol daquele país.

O time brasileiro fez um primeiro quarto primoroso, em que fechou ganhando por vantagem de 10 pontos dos americanos, que para não decepcionar Obama, endureceram a marcação e passaram a jogar como se estivessem disputando campeonato.

O resultado final – 80 a 69 – acabou mostrando uma superioridade dos Estados Unidos que só existiu de fato no segundo quarto (nos dois quartos finais, a partida foi equilibrada).

Estamos bem para as Olimpíadas.

Obama que o diga!