Roberto Jefferson empossa Delcídio do Amaral como novo presidente do PTB de Mato Grosso do Sul

Agência Trabalhista de Notícias 22/09/2019, 19:23


Imagem Crédito: Tião Guimarães/Divulgação

Em evento marcado por um clima de entusiasmo e disposição em fortalecer o PTB com vistas às futuras eleições, o presidente nacional do partido, Roberto Jefferson, empossou neste sábado (21) o ex-senador Delcídio do Amaral como o novo comandante do PTB de Mato Grosso do Sul. O ato também foi marcado pela presença da prefeita de Dourados, Délia Razuk, que, na ocasião, se filiou à legenda.

A solenidade foi realizada na Câmara Municipal de Campo Grande e contou com a participação do agora ex-presidente estadual do PTB, deputado Neno Razuk, e de inúmeras lideranças políticas do PTB e de outras siglas, como o ex-governador André Puccinelli e o ex-prefeito de Corumbá Paulo Duarte, ambos do MDB.

A adesão de Delcídio do Amaral às fileiras petebistas faz parte dos planos de fortalecimento do partido em Mato Grosso do Sul, que terá como bandeiras a geração de renda e emprego. De acordo com Roberto Jefferson, o novo comando é a primeira etapa para aumentar a presença do PTB e será seguida pelo planejamento dos candidatos às eleições.

“Nós estamos mantendo viva a nossa legenda e forte com o grupo de Delcídio, que passa a integrar, compor e comandar o partido no Estado”, afirmou. “É uma peça importante na construção e no fortalecimento do nosso projeto político-partidário”, avaliou o líder petebista.

Para o futuro, segundo Roberto Jefferson, os planos incluem convencer o novo presidente do PTB sul-mato-grossense a disputar as eleições municipais. “Uma aposta que queremos fazer é na Prefeitura de Campo Grande, se Deus quiser. Estamos tentando convencer o Delcídio a aceitar esse desafio”, declarou.

Mais importante

Delcídio do Amaral ressaltou que sua entrada no partido marca o início de uma nova caminhada já iniciada com Neno Razuk, que trará um projeto maior para o Estado e tem como pretensão transformar o PTB “no partido mais importante nessas disputas políticas que começam em 2020”.

O ex-senador também relatou que planeja intensificar as ações em Mato Grosso do Sul, realizando mais visitas às bases do interior e aumentando o diálogo com os representantes desses locais.

“Vamos começar a andar no Estado para construir os diretórios representativos, discutir abertamente com as várias lideranças do PTB e fazer um partido leve, vibrante, que abrace as causas econômicas e sociais, e que entenda que o Brasil precisa de muito mais coisas além desse discurso quase monocrático em cima de alguns temas quando na verdade o país precisa olhar para o futuro, a fim de construir uma sociedade cidadã, que é o que todos nós esperamos”, destacou.

2020 e 2022

Neno Razuk afirmou que o partido deve aumentar o número de filiações e de representantes em cargos políticos, com o objetivo de lançar nomes nas maiores cidades do Estado. Até o evento, o PTB de Mato Grosso do Sul contava com apenas um prefeito, tendo número alterado pela filiação de Délia Razuk. Segundo o deputado estadual, esse número deve aumentar a partir das eleições do ano que vem.

Entre os nomes lembrados para a disputa estava o do ex-prefeito de Coxim Moacir Kohl, que deve disputar novamente o mesmo cargo. O próprio Delcídio do Amaral foi lembrado pelos presentes, mais de uma vez, como candidato a prefeito de Campo Grande em 2020 e a governador em 2022.

“Sou candidato a trabalhar com o PTB e com o Neno Razuk aqui [em Mato Grosso do Sul] e com o Roberto Jefferson em Brasília. Aí, o partido vai discutir, conversar e ver o que é melhor. Sou um soldado do Roberto”, enfatizou Delcídio, que disse que retorna à política de “mãos limpas, leve, de volta, para terminar uma missão que Deus me deu”. “Ainda tenho muito o que fazer por Mato Grosso do Sul”, salientou.

Com informações do jornal O Estado Mato Grosso do Sul e dos sites Correio do Estado, Diário Digital, Folha MS, Impacto MS e Midiamax