Roberto Jefferson homenageia Octavio Frias, falecido publisher da Folha

PTB Notícias 5/05/2007, 11:16


Leia abaixo os comentário do Presidente Nacional do PTB, Roberto Jefferson, em homenagem a Octávio Frias, publisher do Grupo Folha de S.

Paulo, falecido no último dia 03 de maio.

TributoOctavio Frias reuniu – nas homenagens póstumas que lhe foram prestadas ao longo da semana – a direita e a esquerda brasileiras.

Não será diferente hoje na missa de sétimo dia celebrada em São Paulo.

Sobressairá, prestigiada, a visão democrática desse publisher, que fez da Folha de S.

Paulo um jornal aberto à reflexão da história nacional.

Meu depoimento sobre a existência do Mensalão foi, em 2005, registrado com precisão e isenção, permitindo que, de lá para cá, a história se contasse por si própria, na multiplicidade de seus atores e pontos de vista.

Registro emocionadoPara dar subsídios sobre seu pai, Otavio Frias Filho escreveu a d.

Manuel Parrado Carral, bispo que oficiou, ontem, a missa de Sétimo Dia de Octavio Frias de Oliveira, publisher da Folha.

A carta é, em si, a peça de maior homenagem que poderia ter sido escrita sobre um pai.

“Sair da pobreza”, disse ele no texto, “foi o impulso que o levou a trabalhar cedo, deixando o colégio ainda adolescente.

Sempre se definiu como empresário ou mero comerciante.

Tinha um temperamento franco e otimista.

Não cultivava ódios, era propenso à conciliação.

Sua curiosidade natural o levava a perguntar e se interessar pelo próximo.

Não era afeito a hierarquias e convenções sociais.

O valor mais importante para ele, o que mais suscitava seu respeito, era o trabalho.

Nada resiste ao trabalho, ele repetia.

(.

.

.

) Foi cético quanto à natureza humana.

Mesmo assim, acho que não exagero ao dizer que ele era um agnóstico que agia, sem se dar conta disso, como cristão.