Roberto Jefferson parabeniza JVC pela expulsão do ex-prefeito que disse que “roubava” em sua gestão

PTB Notícias 9/09/2020, 18:14


Imagem Crédito: Divulgação

O presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, parabenizou o presidente do Diretório Estadual do partido no Piauí, o ex-senador João Vicente Claudino, por ter decidido expulsar sumariamente o ex-prefeito da cidade de Cacoal, José Maria Monção. Na semana passada viralizou um vídeo em que o ex-prefeito, que era filiado ao PTB, disse que “roubava” durante a sua gestão na cidade piauiense. O prefeito disse ainda que “não roubou tanto” quanto o sucessor no cargo.

Para o presidente Roberto Jefferson, a atitude de José Maria Monção é inadmissível e vai contra a história do PTB, por isso não havia outro caminho que não a sumária expulsão do ex-prefeito dos quadros do partido.

“O presidente do PTB do Piauí, João Vicente Claudino, no caso do ex-prefeito da cidade de Cocal, agiu com a determinação, a coragem, a altivez e a seriedade necessárias. Afinal, um homem como esse, que suja a imagem do partido e desrespeita não apenas os cidadãos piauienses, mas de todo o País, não podia continuar no PTB mais um dia sequer. Parabenizo o nosso presidente estadual João Vicente Claudino, que com sua atitude, engrandece o PTB, que se agiganta no Piauí e nacionalmente. Meu abraço e meus parabéns ao presidente do PTB do Piauí pela decisão”, disse Roberto Jefferson.

Após decidir pela expulsão de José Maria Monção, o presidente do PTB piauiense, João Vicente Claudino, disse que com suas declarações, o ex-prefeito tornou-se um réu confesso e que agiu como se estivesse em um campeonato de desvio de dinheiro público.

“Ele se tornou um réu confesso, se não fez isso em juízo, fez em público. Não estou surpreendido pelas declarações, ele sempre teve esse estilo jocoso, debochado, mas fui pego de surpresa por ele ainda estar filiado. Quando soube das declarações, pedi para verificarem, comuniquei ao partido, e por meio de uma comissão provisória, tomamos a decisão da expulsão de imediato, no primeiro dia útil após a declaração, terça-feira. O que ele fez foi como se estivesse em um campeonato de desvio de dinheiro público, querendo saber quem roubou mais”, explicou João Vicente Claudino.