Roberto Jefferson se filia ao PTB de São Paulo

Felipe Menezes - 12/12/2017, 18:35

Crédito: Divulgação/PTB Nacional

Imagem

Atendendo ao convite do presidente do PTB de São Paulo e secretário-geral do partido, deputado estadual Campos Machado, o presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, se filiou ao PTB paulista para disputar uma cadeira na Câmara dos Deputados pela legenda, em 2018.

O ato de filiação aconteceu durante o 14º Encontro Regional do PTB-SP, em Tietê, terra do vice-presidente nacional de Mobilização e Articulação do PTB, Luiz Souto Madureira, no sábado (9). A filiação cumpre uma formalidade legal, perante à Justiça Eleitoral, que exige dos candidatos filiação ao partido, no Estado onde irá concorrer.

O encontro, que também marcou a filiação de Ana Lúcia, esposa de Roberto Jefferson, contou com a participação do primeiro-secretário-geral do PTB, Norberto Martins, e de dezenas de prefeitos, vice-prefeitos e lideranças de toda a região.

“Campos Machado e eu caminhamos juntos no PTB há muitos anos, temos uma história longa no partido, mas eu hoje inauguro a minha vivência, a minha convivência, o meu nascimento como uma liderança em São Paulo”, disse Roberto Jefferson.

“O PTB só será grande se for grande em São Paulo, e eu quero liderar ao lado de vocês a construção do maior PTB do Brasil em São Paulo, para que seja sempre o maior PTB em todo o país”, acrescentou. De acordo com o líder petebista, os partidos políticos que hoje são grandes e lideram o cenário nacional “precisaram passar pela grandeza de São Paulo para poder conquistar a grandeza do Brasil”.

Em seu primeiro pronunciamento como liderança paulista, Roberto Jefferson anunciou que o PTB fará, no início de 2018, uma Convenção Nacional para reajustar o programa e estatuto do partido à realidade do Brasil e do mundo.

“O PTB é o partido que defende o trabalhador celetista, mas também é o partido que defende o trabalhador que assina a carteira de trabalho, o empresário que gera empregos”, salientou. “O PTB faz a sua opção preferencial pelos mais pobres, pelos trabalhadores da CLT, pelos trabalhadores que organizam a sociedade por meio de suas empresas, pelo empresário, pelo microempresário, pela cooperativa. Essa é a opção do PTB: a opção por aqueles que precisam da nossa luta, da nossa militância, para construir, em um futuro próximo, um país muito mais justo”, sustentou.

Ainda no discurso, ao criticar a concentração de recursos nas mãos do governo federal, o líder petebista defendeu o fortalecimento do municipalismo.
“Nós estamos tendo a impressão, pelo bombardeio de informações, que o Brasil começa em Brasília. Lá ele termina. Termina como forma de organização política e termina, hoje em dia, pelo que temos assistido, como mau exemplo moral”, afirmou. “A nação não sucumbiu, ainda, muito mais pela força das famílias. Pela força das ruas, da vilas e dos municípios. O Brasil começa na nossa família, na nossa cidade, nos valores que a gente recebe.”

Somar

Presente no evento, o deputado Nelson Marquezelli (PTB-SP) falou da alegria de ter Roberto Jefferson em São Paulo, e que a legenda tem marcado posição em defesa dos grandes interesses do país.

“Foi lá atrás que nós começamos a limpeza de todo este país, e o Roberto foi uma peça importante nisso tudo”, disse. Quanto ao PTB paulista, Marquezelli ressaltou o trabalho e o empenho de Campos Machado na construção do PTB como o maior partido de São Paulo e é o “grande líder” da Assembleia Legislativa.

O presidente da Associação Paulista de Municípios (APM), Carlos Cruz, afirmou que possui profunda admiração por Campos Machado e segue seus conselhos. “Campos é o maestro da Assembleia Legislativa e grande líder político deste Estado”, disse. Cruz frisou ainda que o PTB é o primeiro partido que fará alteração em seu programa e estatuto para incluir a defesa do municipalismo.

Já Campos Machado contou que marcou um almoço com Roberto Jefferson e Carlos Cruz. “Depois desse encontro, Roberto e eu saímos encantados com a bandeira do municipalismo.” Ao se referir ao presidente nacional do PTB, Campos afirmou que Roberto Jefferson é um “homem corajoso, destemido e sua grandeza ele apresentou aqui, como tem feito por onde passa”. De acordo com o secretário-geral do partido, “Roberto é um homem que passou por tantas batalhas físicas e espirituais e permanece de pé”.

“Fiz um convite a ele para que disputasse as eleições para deputado federal por São Paulo. Fiz esse convite e ele, ainda em tratamento, disse que aceitaria. Está dando a São Paulo um grande orgulho, porque poderia se eleger, com tranquilidade, em qualquer Estado. Mas ele preferiu a batalha mais árdua. Esse é Roberto Jefferson, que vem somar conosco no PTB paulista”, corroborou.

Com informações do PTB de São Paulo