Ronaldo Santini e Luísa Canziani discutem pacto federativo com ministro da Economia

PTB Notícias 4/04/2019, 10:12


Imagem Crédito: Divulgação

[vc_row][vc_column][vc_column_text css=”.vc_custom_1554398411411{margin-bottom: 0px !important;}”]Os deputados petebistas Ronaldo Santini (RS) e Luísa Canziani (PR) e outros integrantes da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Novo Pacto Federativo e da Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Municípios Brasileiros se reuniram nesta terça-feira (2) com o ministro da Economia, Paulo Guedes. O objetivo, segundo Santini, foi discutir propostas do governo para auxiliar na redistribuição de recursos entre os entes da Federação.

“É necessário revisar como os tributos são arrecadados e distribuídos entre os governos federal, estadual e municipal. Uma melhor divisão dos impostos que nós pagamos vai garantir que os nossos municípios – os mais impactados com essas ações – possam investir estrategicamente na saúde, educação e infraestrutura de qualidade para a população”, afirmou o parlamentar gaúcho.

FPM

Durante o encontro, os deputados também apresentaram demandas dos municípios, como o aumento dos repasses para o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e o auxílio Financeiro para Fomento das Exportações (FEX), que compensa as perdas ocasionadas pela Lei Kandir, entre outras.

De acordo com os coordenadores das frentes, deputados Silvio Costa Filho (PRB-PE) e Herculano Passos (MDB-SP), o ministro sugeriu a criação um grupo de trabalho com a participação de deputados, senadores e representantes do Ministério da Economia e da Confederação Nacional de Municípios (CNM) para construir uma agenda conjunta das instituições. Guedes ressaltou que vai trabalhar para construir de forma coletiva uma agenda para o pacto federativo.

Participantes do encontro informaram ainda que Paulo Guedes se comprometeu a dialogar com governadores e prefeitos.

“Eu estou com a expectativa de que, pela fala do ministro, a gente fortaleça ao longo dos próximos anos a gestão local e os municípios”, afirmou o presidente da CNM, Glademir Aroldi.

Com informações da Agência Câmara Notícias e da assessoria da Liderança do PTB na Câmara dos Deputados[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]