Ronaldo Santini participa de assinatura da federalização da nova BR-470

PTB Notícias 18/03/2015, 17:11


O ministro dos Transportes, Antonio Carlos Rodrigues, assinou na terça-feira (17/3/2015) o termo de federalização da RSC-470, em Brasília.

O ato contou com a presença do vice-presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, deputado Ronaldo Santini (PTB), do governador José Ivo Sartori (PMDB-RS), do ministro da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República, Pepe Vargas (PT), de representantes de entidades empresariais da Serra gaúcha e demais autoridades.

A oficialização da medida, entre o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) e o Ministério dos Transportes, integra à malha rodoviária federal 234,2 quilômetros (entre o km 88,4 e 106,2 e do km 135,3 ao 360,7).

A extensão total da rodovia no Rio Grande do Sul abrange 22 municípios, desde Barracão até Arroio dos Ratos, em 470,4 quilômetros, sendo uma importante via de ligação entre os portos de Rio Grande (RS) e Itajaí (SC).

Como um dos principais batalhadores por esta demanda, Santini ressalta que é a realização de um sonho regional.

“Em 1995 iniciamos a luta no Congresso Nacional para que a rodovia fosse devolvida ao governo federal e intensificamos as tratativas, por meio do gabinete do [ex] senador Sérgio Zambiasi [PTB].

Mantivemos a prioridade pela causa em meu gabinete na Assembleia, aprovando no plenário o projeto que autorizava a devolução à União, contando apoio com apoio do ex-governador Tarso Genro [PT].

Com a união de várias forças políticas e empresariais da região, estamos concluindo este processo”, comemorou.

O deputado enalteceu a atuação da Associação das Entidades Representativas da Classe Empresarial da Serra Gaúcha (CICS Serra) e Associação dos Municípios da Encosta Superior do Nordeste (Amesne) na defesa da pauta.

Afirmou que agora inicia-se outra batalha, que passa pela inclusão da estrada no orçamento do Ministério dos Transportes, possibilitando que receba as obras necessárias de trafegabilidade e segurança para os usuários, conforme exige a sua demanda.

Segundo Ronaldo Santini, algumas ações fundamentais deverão ser providenciadas imediatamente, como a duplicação da Serra das Antas, pavimentação dos trechos que ainda são de chão-batido e melhorias nos perímetros urbanos.

O trabalho de transferência da nova BR-470 teve início em 1º de agosto de 2013, com a publicação de portaria no Diário Oficial da União (DOU).

No entanto, exigia-se que um inventário com o levantamento de patrimônio fosse entregue pelo governo do Estado ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

Concluído este trabalho e com a assinatura do termo de federalização, a decisão final é a publicação no DOU.

Outras autoridades presentes na solenidade: secretário dos Transportes e Mobilidade do Rio Grande do Sul, Pedro Westphalen; presidente da CICS Serra, Edson Vinícius Morello; presidente da Amesne e prefeito de Nova Araçá, Aícaro Ferrari (PMDB); presidente da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Asmurc) e prefeito de São Jerônimo, Marcelo Luiz Schreinert (PP); prefeito de Bento Gonçalves (RS), Guilherme Pasin (PP); diretor-geral do Dnit, Adailton Cardoso Dias; diretor-geral do Daer, Ricardo Moreira Nunez; presidente do Conselho Consultivo da CICS Serra, Ademar Petry; senadora Ana Amélia Lemos (PP), deputados federais Ronaldo Nogueira (PTB), Luiz Carlos Busato (PTB), Jerônimo Goergen (PP), Luiz Carlos Heinze (PP) e Giovani Cherini (PDT); deputados estaduais Gilmar Sossella (PDT) e João Fischer (PP).

Crema SerraApesar da federalização, as obras do Contrato de Restauração e Manutenção de Rodovias da Serra (Crema Serra), que inclui parte da RSC-470, não deverá sofrer alterações, por ter vigor de cinco anos.

O trecho desta rodovia, contratualizado pelo Daer para manutenção, vai desde o entroncamento com a ERS-324, em Nova Prata (RS), até o intersecção com a ERS-431, próximo a São Valentim do Sul (RS).

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da assessoria do deputado Ronaldo Santini (PTB-RS)Foto: Jessen Peixoto/Unale