RS: Deputados lamentam rejeição das emendas sobre o Plano Plurianual

PTB Notícias 30/09/2015, 7:38


Os cinco deputados que integram a bancada do PTB na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul lamentaram a rejeição das emendas ao projeto de lei 283/2015, que dispõe sobre o Plano Plurianual (PPA).

Na sessão plenária de terça-feira (29/9/2015), foi aprovado por 38 votos a 13 o documento com as metas dos cofres gaúchos para os próximos quatro anos, que agora segue para a sanção do governador José Ivo Sartori (PMDB) até 1º de outubro.

Durante a votação, os deputados da legenda apresentaram cinco requerimentos de preferência para 20 emendas.

Entretanto, a aprovação de preferência para votar as emendas com parecer favorável do relator e o texto do PPA prejudicaram as demais solicitações de alteração.

Para o presidente da Comissão de Finanças, Planejamento, Fiscalização e Controle, deputado Luís Augusto Lara (PTB), a não discussão das sugestões de alteração prejudicou importantes áreas voltadas ao desenvolvimento do Estado.

“No Direito Público, aquilo que não está escrito não poderá ser feito e o que pretendíamos era evitar o congelamento de reajuste e de recursos, a exemplo da não previsão do pagamento do piso aos professores e de investimentos na Emater”, destacou.

Das 92 emendas ao PPA, 25 foram apresentadas pelos deputados trabalhistas Aloísio Classmann, Maurício Dziedricki, Ronaldo Santini, Luís Augusto Lara e Marcelo Moraes, voltadas à saúde, infraestrutura, agricultura e educação.

De acordo com Dziedricki, líder partidário do PTB na Casa, a bancada foi participativa e propositiva na tramitação do PPA.

“Me frustra saber que nossas indicações não foram acolhidas, pois essas questões não serão encontradas no governo, nos próximos quatro anos.

Quem perde com isso é o serviço público do Rio Grande do Sul”, disse.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações da assessoria da bancada do PTB na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul Foto: Guerreiro/Agência ALRS