RS: Ronaldo Santini relata investimentos na BR-470 após federalização

PTB Notícias 9/12/2015, 7:51


“Em menos de um ano de federalização, já conquistamos mais recursos para a BR-470 do que nos últimos 20 anos.

” Esta frase foi dita pelo vice-presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, deputado Ronaldo Santini (PTB), no ato de assinatura do Estudo de Viabilidade Técnica Econômica e Ambiental (EVTEA) da rodovia.

A cerimônia foi realizada na segunda-feira (7/12/2015), no Sindicato das Indústrias Metalúrgicas e Metal Mecânicas (SIMME), em Bento Gonçalves (RS), sendo organizado pela Frente Parlamentar em Defesa da BR/RSC-470 e pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

O EVTEA analisará a viabilidade da realização de obras como a pavimentação dos trechos que ainda não foram asfaltados entre Barretos/Lagoa Vermelha e André da Rocha, assim como a conclusão dos trabalhos até Nova Prata, e entre Arroio dos Ratos e Camaquã.

Além da duplicação do trecho Nova Prata e Carlos Barbosa, passando por Veranópolis e Bento Gonçalves.

Assim como a construção da ponte do rio Jacuí, entre Triunfo e São Jerônimo.

Dentre os benefícios conquistados por conta da federalização da estrada, oficializada em abril deste ano, Santini citou a drástica queda dos índices de acidentes fatais no trecho da Serra Gaúcha.

“Neste período aconteceu apenas um acidente com morte, na semana passada em Veranópolis, infelizmente”, lamentou.

Conhecida como a “Rodovia da Morte”, a BR-470 passou a ser atendida pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) que, por meio da “Operação Vinhedos”, intensificou a fiscalização no perímetro.

Essa medida beneficiou as cidades às margens também, pois não aconteceram assaltos a bancos.

“Na última sexta-feira estive em Brasília, onde protocolei mais um ofício no Ministério da Justiça, assinado por todos os deputados estaduais gaúchos, solicitando a instalação definitiva do efetivo da PRF, já que a operação está finalizando”, acrescentou.

Alem disso, o deputado relatou os investimentos federais encaminhados para obras e melhorias de segurança:- R$ 43 milhões para recuperar o trecho entre os entroncamentos com a ERS-431, em Bento Gonçalves, e com a BR-290, na Região Carbonífera.

Para esta etapa, a empresa vencedora da licitação instalou um britador no município de Barão para facilitar a produção de material a ser utilizado nas obras.

– R$ 17 milhões a serem investidos em obras de conservação do trecho de chão-batido entre André da Rocha e a localidade de Barretos.

– R$ 15 milhões para recuperar a ponte Ernesto Dornelles, sobre o rio das Antas.

A verba destinada pelo governo federal já foi liberada para o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (DAER).

O início dos trabalhos depende de iniciativa do governo gaúcho, que ainda mantém a gestão da estrutura.

– R$ 65 milhões destinados ao Contrato de Recuperação e Manutenção (CREMA) Serra, entre Bento Gonçalves e Nova Prata.

Esse montante é uma contrapartida estadual, por conta da federalização, possibilitada por meio de financiamento do governo do Estado, junto ao Banco Mundial, no governo anterior.

A execução dessas obras depende exclusivamente do DAER.

Ronaldo Santini destacou a união das forças que possibilitaram a federalização e a conquista dos investimentos.

Ele apontou a mobilização liderada pela CICS Serra e Amesne, com apoio político da Assembleia Legislativa, do Congresso Nacional, do governo do Estado e Ministério dos Transportes.

Contou ainda com a atuação técnica do Dnit e do DAER.

“Também foram fundamentais neste trabalho as prefeituras, câmaras de vereadores, escolas e entidades sociais que nos ajudaram na coleta de um abaixo-assinado, com mais de 100 mil assinaturas, que entregamos em Brasília”, ressaltou.

A reunião foi presidida pelo coordenador da Frente Parlamentar, deputado Gilmar Sossella (PDT).

Participaram o deputado federal Giovani Cherini (PDT), o superintendente do DNIT-RS, Hiratan Pinheiro da Silva, o presidente da Amesne e prefeito de Carlos Barbosa, Fernando Xavier (PT), presidente da CICS Serra, Edson Vinícius Morello, o presidente do SIMME, Juarez Piva, demais prefeitos, vices, secretários e vereadores, empresários e imprensa.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações da assessoria do deputado Ronaldo Santini (PTB-RS)Foto: Divulgação/Assessoria