Sabino Castelo Branco defende que bancos ajudem no combate à pobreza

PTB Notícias 10/05/2017, 7:45


Imagem Crédito: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

[vc_row][vc_column][vc_column_text css=”.vc_custom_1494447942547{margin-bottom: 0px !important;}”]Projeto de lei (PL 812/11) apresentado pelo deputado Sabino Castelo Branco (PTB-AM) determina que 3% do lucro líquido dos bancos sejam destinados ao Fundo de Combate e Erradicação da Pobreza.

“A justa distribuição de renda em nosso país, mais do que uma questão de política pública, passa necessariamente pelo efetivo comprometimento do empresariado nacional”, defende.

O parlamentar argumenta que, somente com os recursos atuais, é impossível para o fundo manter todo o conjunto de suas ações.

O deputado lembra que, inicialmente, o Fundo de Erradicação e Combate à Pobreza duraria até 2010, mas que, antes de ser extinto, foi decidido no Legislativo que deveria ser perene, devido à sua importância na erradicação da pobreza no país.

Ainda de acordo com Castelo Branco, os raros casos de preocupação social das instituições financeiras devem-se aos incentivos do governo, ao recompensar investimentos privados em áreas sociais, por meio de diminuição de taxas e impostos. Desse modo, o parlamentar analisa como justa uma contribuição dos bancos à causa social.

Tramitação

O projeto será analisado com outras duas propostas de temática semelhante, que estão esperando designação de relator na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados.

Com informações da assessoria da Liderança do PTB na Câmara dos Deputados[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]