Sabino propõe criar comunidade terapêutica para dependentes químicos

PTB Notícias 10/11/2014, 18:02


A Câmara Municipal de Porto Alegre (RS) aprovou na quarta-feira (5/11/2014) o requerimento de indicação que sugere ao Executivo a criação e a manutenção de uma comunidade terapêutica para crianças e adolescentes do sexo masculino na capital gaúcha.

Conforme o autor da (http://projetos.

camarapoa.

rs.

gov.

br/projetos/121733″ target=”_blank) proposta, vereador Elizandro Sabino (PTB), o objetivo é tratar de dependentes químicos.

“As comunidades terapêuticas apresentam-se como meio eficaz na reabilitação de dependentes químicos e ajudam e ensinam a viver livre das drogas”, destacou.

Segundo o vereador, o consumo de drogas tornou-se um problema crônico de saúde pública.

“A dependência química é uma doença devastadora, que arruína a vida do dependente químico e de toda a sua família”, afirmou.

De acordo com a proposta, o tratamento oferecido pela comunidade terapêutica é amparado em três eixos: disciplina, trabalho e espiritualidade.

Geralmente consiste em um período de nove meses, sendo os seis primeiros de internação total e os últimos três de internação com direito a saídas, visando à ressocialização, de forma gradual, do indivíduo ao seu meio de convívio.

Sabino diz ainda que, na comunidade terapêutica, também são oferecidas terapia psicossocial e experiências para despertar habilidades criativas e sociais.

Agência Trabalhista de Notícias (FM), com informações da Câmara Municipal de Porto AlegreFoto: Leonardo Contursi/CMPA