Santini afirma que paralisação de obras rodoviárias resultará em prejuízo

PTB Notícias 23/02/2015, 8:22


O decreto do governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori (PMDB), que cancelou por seis meses os pagamentos de contratos do governo passado, causou paralisação das obras de pavimentação e recuperação de importantes rodovias do Estado.

O vice-presidente da Assembleia Legislativa gaúcha, deputado Ronaldo Santini (PTB), manifestou preocupação com esse tema, ao pronunciar-se na tribuna da Casa, na quinta-feira (19/2/2015).

O parlamentar afirmou que, recentemente, esteve acompanhando lideranças municipais em audiência com o secretário estadual de Transportes e Mobilidade, Pedro Westphalen, que confirmou apoio em buscar alternativas para retomada das obras em andamento.

“Sou completamente favorável à contenção de despesas, por parte do poder público estadual.

Porém, ações fundamentais para a sobrevivência das famílias gaúchas, como obras de trafegabilidade em rodovias e serviços de saúde, não podem parar.

Precisamos que o governador e sua equipe administrativa repensem sobre estas questões”, alertou o petebista.

Santini citou exemplos de obras paralisadas que resultarão em grandes prejuízos.

É o caso da ERS-461, entre Capão Bonito do Sul e Lagoa Vermelha, que está em fase de terraplenagens e cascalhamento e, se pararem os trabalhos, grande parte do investimento deverá ser perdido.

O trecho de chão-batido da RSC-470, entre André da Rocha e Lagoa Vermelha, não está recebendo os serviços de conservação com motoniveladora e compactação com cascalho, o que está a deixando intransitável, segundo o deputado.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações da assessoria do deputado Ronaldo Santini (PTB-RS)Foto: Stephanie Gomes/Agência ALRS