Santini busca acerto entre Hospital Beneficência Portuguesa e CEEE

PTB Notícias 24/04/2015, 9:37


Uma reunião na Secretaria de Minas e Energia do Rio Grande do Sul, na quinta-feira (23/4/2015), na presença do secretário Lucas Redecker (PSDB) e do deputado estadual Ronaldo Santini (PTB), marcou o início das tratativas de renegociação da dívida do Hospital Beneficência Portuguesa com a Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE).

A diretoria da instituição de saúde solicitou ao deputado, que preside a Frente Parlamentar de Apoio às Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Entidades Filantrópicas na Área da Saúde na Assembleia Legislativa gaúcha, e ao secretário, uma reunião com a direção da companhia, com objetivo de buscar uma solução para a situação, que se agrava mensalmente.

Segundo o presidente do hospital, José Antônio Pereira de Souza, a conta de luz atrasada da casa de saúde chega a R$ 14 milhões.

Ele explicou que, no início do ano, procurou o departamento financeiro da CEEE e encaminhou uma repactuação financeira, em 240 parcelas.

“Porém, com o aumento da tarifa mensal, que precisamos pagar em dia, e com a recomposição dos índices monetários mensais das parcelas, as prestações estão aumentando progressivamente e não teremos condições de suportar este passivo mensal.

No entanto, não queremos ficar inadimplentes com a CEEE e, por isso, solicitamos um estudo técnico para reavaliar este contrato, buscando uma solução para honrarmos com os pagamentos”, disse.

O presidente da CEEE, Paulo de Tarso Pinheiro Machado, argumentou que na repactuação realizada no início do ano, os índices aplicados foram os padrões mínimos calculados de acordo com as determinações da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

“Mesmo assim conseguimos reduzir valores consideráveis de juros nas próprias parcelas mensais.

Podemos ainda discutir outros detalhes, através de nossas diretorias financeiras”, comentou.

Santini solicitou o máximo de sensibilidade, por parte da CEEE, com este caso.

“É uma instituição histórica para Porto Alegre e para o nosso Estado, que precisa muito de nossa atenção neste momento.

Precisamos reerguer o Beneficência e isso passa pela recuperação do crédito”, ressaltou.

Como secretário de Estado, Lucas Redecker disse que respeita as normas estabelecidas pela agência reguladora e os limites que a CEEE pode ceder para colaborar com a reestruturação financeira do hospital.

“Mas é preciso que estudamos um planejamento detalhado que enxugue esta dívida o máximo possível, pois trata-se de um hospital que atende preferencialmente pelo Sistema Único de Saúde (SUS)”, afirmou.

Ao final das discussões ficou definida a realização de uma nova reunião, a ser confirmada, com as diretorias técnicas e financeiras das duas partes para traçar um novo plano de repactuação.

Também presentes, o diretor financeiro do hospital, Mauro Ochman, o diretor financeiro da CEEE, Roberto Calazans, e a chefe do Departamento de Gestão de Créditos da Companhia, Anna Paula Visentini.

Agência Trabalhista de Notícias (LL), com informações da assessoria do deputado Ronaldo Santini (PTB-RS) Foto: Ederson da Rocha/Assessoria