São Caetano dá apoio a pais de alunos com dificuldade de aprendizagem

PTB Notícias 25/02/2012, 8:20


A Prefeitura de São Caetano do Sul (SP), administrada por José Auricchio Júnior (PTB), por meio do Centro de Triagem Neonatal e Estimulação Neurossensorial Dr.

Tatuya Kawakami (CTNEN), está firmando uma importante parceria com o Instituto ABCD (iABCD), Organização da Sociedade Civil de Interesse Público que apoia e desenvolve projetos na área de dificuldade de aprendizagem em todo o Brasil.

A medida, discutida em encontro realizado na manhã desta sexta-feira (24/2) na sede do Instituto em São Paulo, resultará na implantação de um Grupo de Apoio aos Pais de Crianças e Adolescentes com Dificuldades de Aprendizagem.

A iniciativa tem como objetivo auxiliar os pais e responsáveis desses pacientes no trato diário e no apoio para enfrentamento das diversas questões envolvidas com esta causa, quer seja na escola, na rotina do lar ou na garantia dos direitos e do exercício da cidadania desses pacientes.

Além disso, haverá capacitação de professores e profissionais da Educação para acompanhamento pedagógico dos jovens.

Serão utilizados tablets e aplicativos desenvolvidos em parceria com o iABCD e o Grupo QMágico, ligado a alunos de engenharia do ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica), para serem aplicados de forma pioneira na rede municipal de educação.

“Fomos escolhidos por já termos consolidado o projeto de doação netbooks aos alunos da rede publica municipal desde o 3º ano do ensino fundamental I.

Quanto ao Grupo de apoio, é uma ótima iniciativa que trará maior envolvimento das famílias em questões envolvidas com esta causa”, ressaltou a assessora Especial de Coordenação da Ação Social da Prefeitura de São Caetano.

“A participação popular e sobretudo dos pais e mães das crianças e adolescentes com dificuldade de aprendizagem é mais um importante passo rumo à construção coletiva da qualidade de vida de nossa cidade”, afirmou o coordenador do Centro de Triagem Neonatal da cidade, Cristiano Gomes.

Para Patrice de Camaret, fundador do Instituto ABCD, “o apoio a profissionais da saúde e educadores que trabalham em prol das dificuldades e de distúrbios de aprendizagem, especialmente a dislexia, é muito importante”, afirmou.

Agência Trabalhista de Notícias (LL) com informações do Portal da Prefeitura Municipal de São Caetano do Sul