Sargento Rodrigues cobra cronograma para pagar dívida com servidores em Minas

PTB Notícias 18/05/2021, 10:21


Imagem

Ouvido pela Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, na tarde de segunda-feira (17), o secretário de Estado de Fazenda, Gustavo Barbosa, afirmou que o Estado não tem condições de quitar sua dívida com os servidores da segurança. A audiência pública teve como objetivo debater o valor total dessa dívida, especialmente a que se refere ao pagamento de ajuda de custo, diárias e férias-prêmio.

O deputado Sargento Rodrigues (PTB-MG), presidente da comissão, insistiu diversas vezes na cobrança ao governo da divulgação de um planejamento para pagar os débitos. Ele lembrou que, desde 2019, a comissão vem cobrando do Executivo, por meio de requerimentos, o pagamento de vários benefícios salariais em atraso, como férias-prêmio, abonos, ajudas de custo e diárias de viagem, aos quais o governo sempre tem respondido de forma evasiva, sem atender às demandas. 

“Queremos hoje uma resposta mais efetiva. O que o governo tem de planejamento a respeito, qual o cronograma para iniciar os pagamentos? O governo tem a dívida e o servidor tem o direito”, insistiu odeputado .

Esta também foi a principal cobrança feita pelos dirigentes de diversos sindicatos e entidades de servidores da segurança pública e civis, que participaram da reunião. Em resposta, o secretário afirmou que não pode fazer previsões sobre isso, uma vez que o governo está priorizando o pagamento dos salários em dia e que o cronograma só será informado quando tiver condições reais de cumpri-lo.

Para os deputados e servidores, a postura do governo, de sequer apresentar um cronograma, é inadmissível. Também questionaram a opção de pagarem dívidas atrasadas com as prefeituras em vez de quitar o passivo com os policiais, sob o argumento de incapacidade financeira. 

“Com essa postura, o governo deixa claro que o servidor não é sua prioridade”, afirmou o deputado.

Com informações da Assembleia Legislativa de Minas Gerais