Secretária Graça Amorim declara guerra contra abuso sexual infantil

PTB Notícias 8/03/2011, 1:53


Foi lançado na última semana, no auditório da Secretaria Municipal do Trabalho, Cidadania e de Assistência Social (SEMTCAS) da Prefeitura de Teresina, o projeto Bem me Quer, que consiste na implementação do PAIR em Teresina.

O PAIR é o Programa de Ações Integradas e Referenciais de Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes.

Com ele, busca-se fortalecer o atendimento de crianças e adolescentes vítimas da violência sexual, propondo uma articulação entre rede governamental e não governamental, com participação das políticas setoriais para efetivar a proteção integral.

O Projeto Bem Me Quer é desenvolvido pela Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal do Trabalho Cidadania e Assistência Social (SEMTCAS), liderada pela petebista Graça Amorim, e tem como principal estratégia combater o problema das ações integradas a serem desenvolvidas através da união do poder público municipal com órgãos de justiça, de segurança e Organizações Não Governamentais.

Durante o evento, o prefeito Elmano Férrer se emocionou ao falar sobre a violência sexual infantil e ao lembrar que muitas vezes o causador está dentro de casa.

Ele lamentou ter que participar de um evento que visa proteger as crianças contra a violência sexual “Preferirria que a sociedade brasileira não tivesse que passar por um problema tão escandaloso.

O projeto Bem me Quer é uma iniciativa louvável, pois temos uma grande luta para combater esse mal.

Nossas crianças estão sendo abusadas dentro de casa e, na maioria das vezes, o acusado é uma parente, um padrasto, um pai.

Com esse projeto pretendemos reduzir as tristes estatísticas “, diz.

A secretária Graça Amorim ressaltou que o projeto Bem Me Quer é mais um que vem somar as ações que já existem como a Casa de Zabelê, os conselhos tutelares, o Conselho Municipal da Infância e da Adolescência, do qual ela é presidente.

“Em 2010, foram 180 vítimas de violência acompanhada pelos CREAs e conselhos tutelares.

Isso fora as pessoas que não denunciam ou que vão para os juizados e delegacias.

Com esse projeto vamos trabalhar melhor porque estamos unidos.

Vamos fazer um diagnóstico mais amplo e, com isso, elaborar ações mais efetivas”, ressaltou Graça.

A juíza da Infância e da Adolescência, Maria Luísa, parabenizou a iniciativa do projeto e se colocou a disposição para contribuir.

“Esta é a segunda vez nesta semana que eu venho à SEMTCAS para participar de lançamento de projetos.

E isso me agrada muito porque nós do Juizado da Infância precisamos de projetos para nos integrarmos e de forma articulada proteger o nosso público principal.

Os projetos mostram que a Prefeitura de Teresina não está alheia à necessidade de se implantar ações em prol à assistência a quem precisa”, pontuou.

fonte: site da Prefeitura de Teresina (PI)