Secretário Busato assina convênio de construção de redes de abastecimento

PTB Notícias 24/05/2012, 6:49


Vinte e oito municípios do Rio Grande do Sul em situação de emergência devido à estiagem receberão nos próximos meses água potável em suas casas.

O convênio para a construção de redes de abastecimento de água foi assinado nesta quarta-feira, 23/05, pelo secretário estadual de Obras Públicas, Irrigação e Desenvolvimento Urbano do Rio Grande do Sul, Luiz Carlos Busato (PTB), e prefeitos das cidades beneficiadas.

O investimento total é de mais R$ 2 milhões.

As obras devem ser entregues em até 320 dias e beneficiarão mais de mil famílias.

Segundo Busato a iniciativa promoverá o desenvolvimento econômico e social destes municípios.

“Foi um trabalho complexo, pois tentamos atender o maior número de localidades, não apenas com redes de abastecimento de água, grande parte delas já com poços artesianos ou naturais prontos.

” A ação, apoiada pela Sala de Situação do Governo, conta com um orçamento total de R$ 5,9 milhões para atender aproximadamente 74 municípios, 230 localidades com 4.

503 famílias.

O prefeito de Estrela Velha, Bel Reges Antonio Scapin, conta que o município por ser novo possui um volume pequeno de recursos e depende de investimentos estaduais e federais para realizar obras como esta.

“Hoje vivemos em situação de emergência devido a falta de água.

Com a rede vamos proporcionar água potável para 57 famílias “, argumentou Scapin.

O programa atenderá prioritariamente comunidades rurais e assentamentos.

Os convênios serão encaminhados ao departamento Jurídico da secretaria e após serão publicados no Diário Oficial.

Os municípios contemplados são: Barros Cassal, Fontoura Xavier, Itacurubi, Agudo, Capão do Cipó, Cotiporã, Erval Grande, Erval Seco, Estrela Velha, Jaboticaba, Pinhal Grande, Quevedos, Três Arroios, Três Passos, Barra do Guarita, Santo Augusto, São Sepé, Vale do Sol, São Martinho, Seberi, Ijuí, São José das Missões, Selbach, Dona Francisca, Boa Vista das Missões, Santo Ângelo e Camargo.

Agência Trabalhista de Notícias (LL) com informações do Portal Gaz