Secretário Fábio Abreu apresenta medidas para reforçar segurança em Teresina

PTB Notícias 11/07/2016, 17:44


Imagem Crédito: Divulgação/Secretaria de Segurança do Piauí

[vc_row][vc_column][vc_column_text css=”.vc_custom_1468270070349{margin-bottom: 0px !important;}”]O secretário de Segurança Pública do Piauí, Fábio Abreu, se reuniu na quarta-feira (6) com representantes do Sindicato dos Lojistas do Comércio do Estado do Piauí (Sindilojas-PI) para apresentar medidas que irão reforçar a segurança no centro de Teresina. Durante o encontro, os empresários conheceram o projeto de videomonitoramento que será implantado na região central da cidade.

“A nossa ideia é utilizar o exemplo da Vila Jerusalém. Lá, implantamos o sistema de videomonitoramento e conseguimos reduzir significativamente os índices de violência. Vamos instalar câmeras de segurança nas praças e ruas do centro e teremos uma base, uma central, instalada em um container que, a princípio, deve ficar na Praça da Bandeira”, destacou Abreu.

O secretário ressaltou que o projeto de videomonitoramento já foi aprovado pelo governador Wellington Dias e está em fase de licitação. Fábio Abreu explicou ainda que os empresários que tiverem um sistema de monitoramento compatível ao que será implantado poderão vinculá-lo ao da Secretaria de Segurança, ampliando assim o raio de abrangência.

Reforço

Fábio Abreu disse ainda que outra medida a ser adotada será o reforço do policiamento. “Nós temos 323 policiais militares em formação que devem passar por estágio supervisionado nas ruas. Nossa ideia é colocá-los para fazer ronda no centro. No final da formação, início de agosto, vamos redistribuí-los entre os batalhões de Teresina e do interior do Estado”, informou.

O diretor da CDL Teresina, Evandro Cosme, diz que ficou satisfeito com as medidas a serem adotadas e afirmou que vai formar uma comissão e procurar o sistema judiciário para que eles também tomem providências a fim de fortalecer a segurança. “Estamos vendo o empenho do secretário e queremos o mesmo empenho do Poder Judiciário de manter esses criminosos presos”, acrescentou.

Com informações do Governo do Piauí[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]