Secretário Fernandes se reúne com lideranças indígenas Krikati e Guajajara

PTB Notícias 9/09/2013, 15:12


O secretário de Educação do Maranhão, Pedro Fernandes (PTB), se reuniu, na quinta-feira (5/9/2013), com lideranças indígenas Krikati e Guajajara.

Na ocasião, foram discutidas questões relacionadas à educação indígena, tais como infraestrutura, merenda e transporte escolar indígena.

O encontro aconteceu na sede da secretaria, no Monte Castelo, com a presença da equipe técnica da Seduc.

Pedro Fernandes destacou que a secretaria está trabalhando para aprimorar a educação indígena no estado.

Durante o encontro, ele explicou às lideranças que está em andamento o processo licitatório para a realização de obras de reforma e ampliação de escolas indígenas, e que o processo está seguindo todos os trâmites legais.

“Estamos empenhados em dar uma educação indígena de qualidade, respeitando as diversidades e etnias e valorizando o magistério indígena.

Reuniões como esta são extremamente importantes para que possamos ouvir as lideranças e buscar resoluções para as demandas apresentadas”, observou o secretário.

A secretária-adjunta de Projetos Especiais, Conceição Andrade, ressaltou o trabalho da Seduc no âmbito da educação indígena.

“Estamos trabalhando pela educação indígena com responsabilidade, ouvindo as lideranças, e em parceria com outros órgãos.

Nessa perspectiva, há as diretrizes estaduais da educação indígena, construção do Plano Político Pedagógico da Educação Indígena, contratação de zeladores e merendeiras para as escolas, dentre outros”, pontuou.

“Ao ouvir a fala do secretário percebi sua vontade para que as ações aconteçam, com encaminhamentos que vão nos ajudar a resolver nossas principais necessidades”, comentou o líder indígena Lourenço Krikati.

“O mais importante também foi o apoio do secretário de Educação à participação dos índios em decisões pela melhoria da educação indígena e no Conselho Indigenista”, realçou.

Agência Trabalhista de Notícias (NM), com informações da Secretaria de Educação do MaranhãoFoto: Seduc