Secretário Pedro Fernandes abre 19ª etapa das Conferências de Educação

PTB Notícias 14/05/2013, 15:15


Ao abrir a 19ª etapa das Conferências Intermunicipais de Educação (Comae) na segunda-feira (13/5/2013), em Bacabal, o secretário de Educação do Maranhão, Pedro Fernandes Ribeiro (PTB), lembrou que era um dia importante na história porque marcou a data em que o Brasil aboliu a escravatura.

O evento, que reúne cerca de 300 participantes, acontece até esta terça-feira (14), no Campus da Universidade Federal do Maranhão no município.

Participaram também prefeitos, vereadores e secretários de 10 municípios da região; o secretário de Estado do Turismo, Jura Filho; e o gestor regional de educação de Bacabal, Pedro Neto da Silva.

Pedro Fernandes reafirmou que o encontro é um momento para discussão dos eixos que integram o planejamento estratégico nas conferências promovidas pela secretaria de Estado de Educação (Seduc), por meio da secretaria adjunta de Gestão Institucional (Sagi), em conjunto com o Fórum Estadual de Educação (FEE).

Pedro Fernandes salientou que as conferências intermunicipais representam um espaço para discutir a educação que o Maranhão precisa, construída democraticamente por meio de um processo coletivo.

Na avaliação do secretário, o sistema nacional de educação deve ser discutido com a participação das famílias para avançar na universalização do ensino médio e levar para os colégios da rede pública 40% dos jovens de 15 a 17 anos que estão fora da sala de aula.

Ele citou como exemplo o avanço na universalização do ensino fundamental, que contempla hoje 97% dos brasileiros em idade escolar.

Ele frisou que para avançar no ensino médio a Seduc implantou um planejamento estratégico com metas de longo, médio e curto prazo, seguindo orientação da governadora Roseana Sarney e as recomendações do diagnóstico sobre a educação maranhense, elaborado por meio de convênio de cooperação com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) e o Ministério da Educação (MEC).

De acordo com o secretário-adjunto de Gestão Institucional da Seduc e presidente do Fórum Estadual de Educação, Fernando Silva, as conferências servem para discutir a elaboração do Plano Nacional de Educação, que será construído por meio do diálogo do poder público com a sociedade civil organizada.

Ele lembrou que a governadora Roseana Sarney determinou, por meio do Fórum Estadual de Educação, o debate sobre o plano da educação maranhense envolvendo diversas parcerias para que a política de educação se consolide como política de estado.

“Nós temos que planejar o Maranhão para os próximos 10 anos para avançarmos ainda mais na educação básica, no ensino profissionalizante e na educação superior, focos das conferências intermunicipais”, afirmou.

Para a conferencista e técnica da Seduc, Vera Lucia Pires, as conferências representam um momento fundamental para educação.

“A secretaria está ouvindo professores e a sociedade para, juntos, conjugarem os esforços para elevar os índices educacionais do Maranhão, escrevendo uma etapa na história do país”, disse ele ao lembrar o movimento que resultou na criação da Lei de Diretrizes da Educação.

Agência Trabalhista de Notícias (NM), com informações da Secretaria de Educação do MaranhãoFoto: Divulgação