Seminário com Canziani vai destacar experiências de sucesso na educação

PTB Notícias 1/12/2013, 19:44


A realidade das escolas brasileiras ganha destaque, na terça-feira, na Câmara.

Mas não pelo que está ruim, como normalmente aparece nas páginas dos jornais.

Mas pelo que tem dado certo, com potencial de ser replicado.

As experiências exitosas fazem parte do projeto Observatório da Educação, desenvolvido neste ano pela Comissão de Educação, para identificar práticas pedagógicas que possam auxiliar na elaboração de políticas públicas.

Em uma primeira fase, o observatório realizou seminários em 11 estados.

Agora, na etapa nacional, 10 experiências foram selecionadas para apresentação em Brasília, como conta o coordenador da Frente Parlamentar da Educação, deputado Alex Canziani (PTB-PR).

“Muitas vezes, as boas experiências, que são maioria do que acontece na escola, ficam anos e anos e acabam não repercutindo.

A ideia era exatamente que pudéssemos levantar belíssimas experiências que temos no Brasil afora e pudéssemos trazer essas experiências para Brasília.

“, afirma Canziani.

O deputado Alex Canziani coordenou o seminário regional em Londrina, no Paraná.

De lá vem a experiência de uma escola que, a partir da preocupação com o futuro de um córrego da cidade, passou a promover uma série de atividades de conscientização sobre uso racional da água e destinação adequada do lixo.

Entre os projetos selecionados para apresentação em Brasília, há também programas com foco na inclusão social; alimentação saudável; leitura; desenvolvimento da primeira infância; acessibilidade de alunos com deficiência e afastados da escola por motivos de saúde; e eficiência na gestão escolar.

As experiências, segundo Canziani, têm em comum o fato de promoverem impacto positivo não apenas na vida de alunos e professores.

“E isso acaba extrapolando a escola, não só os outros alunos da escola, seus pais, mas a comunidade como um todo.

“O seminário Observatório da Educação será realizado na terça, entre 9h e 13h.

Foram convidados para o debate, além dos responsáveis pelas experiências selecionadas, parlamentares e representantes da Unesco e das secretarias estaduais e municipais de educação.

fonte: Rádio Câmara